Retrospectiva coleção 2014 Barbie Collector

A exemplo do post que fiz ano passado, resolvi fazer este ano também uma nova retrospectiva do que rolou na coleção deste ano. E embora a gente veja mais algum lançamento até dezembro – pelo menos é a esperança que fica! – já dá para comentar o que vimos até o momento. Quer comentar junto? Então, vem comigo!

Para facilitar, vamos por partes, comentando as coleções que foram o up e o down desta vez. Claro, cada um tem seu ponto de vista, mas vejamos algumas coisas. Antes de iniciar a avaliação, vale destacar um fator: a diminuição no número de colecionáveis. Diferente de anos anteriores, nos quais foram lançadas entre 60 a 70 bonecas, variando para mais ou para menos, este ano o número foi reduzido. Não dá pra contabilizar as cerca de 56 bonecas que aparecem hoje classificadas como “2014 Collection“, já que nesta categoria há itens repetidos, além de Playlines; na verdade, foram lançadas cerca de 40 bonecas (isso porque estou sendo boazinha e contei separadamente os quatro do quarteto Double Date). E mesmo que saibamos que muitos colecionadores também colecionam Playlines, as duas linhas são diferentes.

O que foi up!

ALGUMAS bonecas classificadas na categoria Fantasy e Special Ocasion arrasaram no quesito qualidade (aparentemente) e detalhes; digo algumas, pois nem tudo foi up. Entre as beldades, a Mistress of the Manor, da coleção Haunted Beauty, e a Elf Barbie Doll, da novíssima coleção Faraway Forest. Confesso que em certa ocasião achei que a Mistress não incorporaria bem o tema assombroso, mas mordi a língua. Ficou belíssima! Elf ganha nos detalhes primorosos, difíceis de elencar. Sapatos, acessórios, a roupa, tudo é gostoso de ver.

Linda Kiaw, que geralmente nos surpreende com itens belos, também não ficou para trás com sua Venetian Muse. Claro que não alcançou o quesito beleza, inovação e exotismo de coleções passadas. Mesmo com um traje predominante preto com detalhes em dourado, a boneca tem acessórios ricos, como a linda máscara que ostenta.

Outra que leva sua assinatura e que ganha no aspecto inovação e beleza é a The Wizard of Oz Fantasy Glamour Wicked Wich of the West. Se voltar a ver Oz nas próximas coleções, espero que venham com esta vibe super diferente, muito mais criativa do que apenas a reprodução de modelos clássicos exaustivamente já homenageados. Essa bruxa ficou um escândalo de linda, fugindo do estereótipo negativo que geralmente é atribuído às bruxas, geralmente feias, além de más.


A estrela da Hollywood and Pop Culture ficou por conta da Fan Bingbing com todo seu exotismo, que vai do belíssimo molde exclusivo ao vestido lindamente estampado. Foi a estrela entre as demais que aparecem nesta coleção.

Karl Lagerfeld: Elegante e discreta, não parece ser nada demais, a não ser a parceria escandalosa e que causou frisson entre colecionadores e fashionistas de plantão. Quase tudo na boneca é up, só o preço astronômico assusta. A caixa é um mimo a parte, sem contar outros, como a boneca de papel que veio junto desta Platinum Label que se tornou raridade. Mas ela foi down também…

Bob Mackie: A Princess Stargazer, embora provoque estranhamento no início, tem tantos detalhes que se torna bela. Traje, cabelos e acessórios encantam. Mas Fantasy dolls é um tema tão extravagante que nem todos conseguem gostar, o que não é bom nem ruim.

Skipper 50th Anniversary: um acerto esta Skipper em comemoração de seus 50 anos. Linda boneca, com qualidade, acabamento impecável e belíssimos acessórios, além de uma caixa Pink fofa, mesmo sendo repeteco da versão de 1994. Mas nem tudo foram flores e também teve down desta vez.

Double Date 50th Anniversary: o trunfo deste quarteto sem dúvida é o Allan. Para quem curte reproduções, foi uma boa pedida ver os quatro reunidos.

 


O que foi down…

E não é que o rosa, que é o símbolo master de Barbie, ainda é mega atrativo para alguns colecionadores adultos? Prova disso são bonecas como Birthday Wishes, It’s a Girl e Ballet Wishes, que prefiro me reportar a elas como “bonitinhas”, ainda darem certo. Se fosse uma boneca com rosa a la Moschino, até me renderia. Mas assim, não.

Holiday: apesar de ter um lindo semblante, apenas isso não basta para sustentar uma compra da versão Afro-American, não pelo menos para mim. Saudades dos belíssimos vestidos usados pelas Holidays do passado.


Britto Barbie Doll foi outra que não agradou a muitos. Eu comprei uma, e apesar de ainda não ter tido oportunidade de apresentá-la no blog, gostei do acabamento. Não é dos melhores, mas se comparar com muita boneca com qualidade duvidosa, não deixou a desejar. Mas claro, não foi dessa vez que a parceria Britto e Barbie ganhou o elogio de todos. Quem sabe em outra oportunidade?

O casal de … E o vento levou até ficou bonito; os adquiri e gostei do resultado, mas não foi suficiente para bater as versões lançadas em 2001, feitas, aparentemente, com mais esmero e dedicação. Realmente o acabamento de ambos os bonecos lançados este ano não é dos melhores. Aliás, qualidade é um fator em queda há anos. E o que dizer da baiana, digo, da Scarlett de branco? Decepção total! Desperdício não a terem feito em corpo Silkstone. Ficaria mais digna. Sem contar o preço dos outros dois, que no Brasil, por algum fator inexplicável, beiram a casa dos 500 reais. São bonecos pink label sem nada demais para custar isso tudo.

Sports Illustrated: não me encantei com esta pseudo versão de Barbie 55 anos. O maiô zebrado já foi referenciado dignamente em outras versões.

Divergent Dolls: bonitinhos. E só. Ok que ambos representam o uniforme sem graça que os personagens usam no filme, mas, enfim, não encheu o coração de muita gente, não foi suficiente.


Mas gente, o que aconteceu com essa coleção DOTW? Apenas vimos a Mexico Barbie Doll que rolou, e que diga-se de passagem é muito melhor que a anterior, e não é por isso que foi down. O que foi down foi o fato de a coleção não ter decolado esse ano. Uma pena. Queria ter visto itens inusitados nela, mas foi coleção de uma boneca só, este ano, claro.

Karl Lagerfeld: sério, cê jura que faz uma Platinum, que uma parte dos colecionadores já sai no tapa todos os anos e esgota em questão de horas, e que decide vender em outros locais, para desgosto e desrespeito a uma parcela de colecionadores? Não que outras pessoas que não colecionam não possam comprar, mas sendo um item tão exclusivo, comumente feito para os membros do Barbie Fan Club sejam privilegiados. E se a boneca teve 999 unidades e nem todas foram vendidas pelo BC, que sabemos, logo, muitos membros ficaram sem sua boneca essa vez. Fail!

Stephen Burrows Nisha Barbie Doll: a exótica AA ruiva não agradou a todos. Muitos reclamaram do vestido, semelhante a muitos trajes usados nas Playlines mais baratinhas, mas polêmicas à parte, não achei de todo mal. Só que definitivamente essa parceria entre designer e fabricante não deu muitos frutos, a não ser o belíssimo molde Pazette de sua primeira boneca assinada.

Zuhair Murad: o vestido tinha tudo para ser lindo, se tivesse feito com tecidos nobres e um bom acabamento. Não foi o que aconteceu e ficou tudo muito artificial.

 


SilkstoneEssa não foi uma boa safra. Muitos colecionadores, cujo foco são exclusivamente as Silkies da coleção Barbie Fashion Model Collection, decepcionaram-se com os itens inspirados na alta costura italiana. Dolce & Gabbanna não foram suficientes para arrebatar os corações…

Skipper 50th Anniversary – brunette version: Teria sido muito mais honesto tê-las vendido simultaneamente. Assim, quem gostasse de uma ou outra ou já tivesse a versão loira de 1994, poderia adquirir apenas a morena. Fail.

Nem up, nem down

The Look: vimos algumas bonecas interessantes, como a Louboutin ruiva no vestido em tom cítrico, ou a Lea com seu vestido em um chumbo prateado, mas nada que levasse os colecionadores à loucura. Compreensível se pensarmos que foi uma coleção que substituiu as Basics que, como o próprio título sugere, são básicas. Ou seja, essas bonecas são satisfatórias.


Meu objetivo aqui foi comentar as Collector apenas. No geral, a coleção 2014 deixou a desejar, entrando para o hall de uma das coleções mais mornas já lançadas. Já vimos coleções marcantes, com itens que nos cativaram quase que em sua totalidade. Sei que a coleção inteira nunca agradará a todos, mas essa, para mim, foi uma das simples já feitas.

Outra proposta ou estratégia a ser comentada foi o fato de colocarem Playlines no site Barbie Collector, antes quase que exclusivamente restrito às colecionáveis. Vez ou outra surgiam itens Playline, porém este ano o quadro foi alterado. Tanto que na categoria “2015 Collection” já aparecem o quê? As Fashionistas. Pelo menos nos meus cinco aninhos como colecionadora não tinha reparado isso acontecendo no BC.

Como conversei com alguns de vocês nos comentários do último post, acho que isso poderia ter sido melhor trabalhado. Poderia ter uma organização anterior no sentido de explicar aos colecionadores que a partir de agora o Barbie Collector será diferente e comportará bonecas de ambas as linhas. Mas não foi o que aconteceu e a gente fica meio surpreso com tudo isso que vai acontecendo.

Espero que até dezembro vejamos algo arrebatador. Cadê a parceria bafônica com The Blonds? Ou algum outro item super criativo e diferente que tenha sido deixado em off, longe das especulações que geralmente prevemos com antecedência? Por enquanto, nada.

E você, o que achou da coleção lançada até agora?

***

Observação importante: Os créditos das imagens estão na legenda de cada uma; ao clicar, as imagens/links redirecionam para suas páginas de origem. Se você é autor de alguma imagem, por favor, leia nossa página sobre uso de conteúdo.

Anúncios

24 comentários sobre “Retrospectiva coleção 2014 Barbie Collector

  1. Olá, Samira. Muito bacana seu post. Queria ressaltar ainda que sou fanático por reproduções e que o preço original do Double Date é de $100, ou seja, por volta de R$200. Isso faz com que cada boneca saia mais ou menos a R$50-R$60. Na minha opinião, este é o preço que valem as dolls, levando em consideração que a roupa foi apenas reproduzida e não recriada. No entanto, como é um produto importado, acho válido talvez que o valor suba no máximo para R$100 por doll. Não consigo entender como elas chegam tão caras no Brasil. Até agora só tem uma opção de compra no Brasil e custa R$700!!!! Loucura. A loucura só não chega nos pés do Lagerfeld. Essa sim é a cobiçada do ano. Tem que hipotecar a casa para comprar. Amei toda sua avaliação e também acho estranho Playline na página Collector, né? Agora, discordo quanto ao casal de “…E o vento levou”. Gostei muito da Scarlett de branco e, além disso, eles não são Pink Label, mas Gold Label, ou estou enganado? Curiosamente, eu sou uma pessoa que as silkies não conseguem apetecer tanto. Calma, não me matem!!! Mas elas são tão perfeitas para mim, tenho a impressão que vou quebrá-las. (risos) Estou decepcionado: quero mais reproduções para a série “My Favorite Barbie” que tem caixas lindas com tampas que deslizam e ajudam a conservar as dolls. Adoro as reproduções, assim eu posso ter as bonecas vintages cheirando novas e confio que foram reproduzidas com cuidado.

    1. Oi!
      Então, sobre E o vento levou, o que mais me chateia é o fator preço. O casal mais simples é, na verdade, Black Label. Ou seja, o valor cobrado não me agrada, já que sites como americanas, entre outros, estão cobrando entre 400 e 500 reais. Nunca vi Black Label sendo vendido tão caro. E como os tenho, não julguei nada demais em seus trajes ou mesmo caixa que justificasse esse valor alto. Gostei de ambos, mas meu “down” pra eles foi o preço.
      Quanto a Scarlett de branco, essa sim é Gold Label. A comprei, mas ainda não mostrei aqui. E minha decepção foi não só o fato do corpo de vinil (o Silkstone ao menos justificaria o preço que cobram nela); mas também a simplicidade do traje. Embora seja armado e tal, o tecido é simples, praticamente o mesmo usado na baiana em homenagem ao Brasil. O corpo não é articulado, ou seja, a boneca, embora bonita, não teve um capricho digno de Gold Label, colocando em discussão seu valor.
      Sobre as reproduções, estou aguardando a nova coleção sair ano que vem. Parece realmente caprichada e criativa, fugindo um pouco desse lance de apenas reproduzirem os trajes em tecidos simples como foi feito com várias bonecas (ao menos algumas que tenho são assim; poucas são caprichadas como a Sparkling Pink, roupa linda por sinal).
      Bj

    2. Oi, Samira. Quais você gosta mais das reproduções? Você tem Sparkling Pink? É meu sonho comprá-la, espero que ela possa ser minha primeira Bubblecut. E o Double Date? Comprou também? Comprei e pedi para entregar na casa de um primo meu nos EUA e ele vai trazer para mim em dezembro para que eu evite os impostos.

      Estou louco para por as mãos no Allan.

      Outra coisa, você falou da coleção de 2015. Já dá para ter uma previsão de quais reproduções serão lançadas no próximo ano? Já soltaram alguma novidade?

      Obrigado,

      Sylvio

      1. Oi Sylvio!
        Então, a Sparkling certa ex quase vendi mas voltei atrás porque ela realmente é uma reprodução charmosa, pelos itens que a acompanham e por ela mesma.
        Sobre o Double, não, não tenho intenção de comprar. Na verdade tenho poucas reproduções que adquiri no início da coleção, e após ter tomado alguns focos, não adquiri mais.
        Mas sobre 2015, haverá uma série nova chamada Willows, Wi, na qual as reproduções sofrerão uma reforma visual para melhor. Terão a mesma fisionomia das Silks, aquele molde de rosto digo (porque acho que o corpo será de vinil); a proposta dessa série será retratar Barbie em sua fase inicial de vida, quando ainda morava no interior dos EUA, antes de se tornar “modelo”, com a primeira boneca do maiô zebrado. Vai ser tipo um voltar às origens dela, e pelas poucas fotos que vazaram, é tudo bem mimoso, diferente do que a gente costuma ver nas reproduções. Se for bonito do jeito que vi, até me rendo! (Deixei um link da foto dela no post sobre a convenção norte americana realizada esse ano, no início de agosto ou no final de julho, não me lembro agora).
        Fora isso, não sei de mais nada.

  2. Realmente 2014 não foi um ano dos melhores, confesso que não adquiri praticamente nada lançado esse ano e digo que ando preferindo bonecas do passado (incluindo playlines dos anos 90 que são muito mais ricas em detalhes) fico extremamente aborrecido com o descaso da Mattel conosco, a qualidade tá cada vez mais sofrível e eles não estão selecionando nem os itens porque a qualidade decaiu até nas Gold Label.
    Pra mim as piores bonecas desse ano foram as Silks da coleção BFMC, justo a moda italiana que é tão rica e primorosa o lindo do Robert Best se limitou a fazer ”cópias” de trajes da Maison, sem contar que o leque da D&G é muito mais rico do que os trajes que ele escolheu (vide as últimas coleções inspiradas na Grécia), quem se sobre saí ainda no quesito inovação é o Bill, que com o baixo valor oferecido para produção de bonecas ainda consegue fazer algo gostoso de ver. Linda também fez sua parte, mais as bonecas não me despertaram nadinha 😥
    Com tudo o que salvou o ano foram as The Look e espero que apareçam as Metalic Fever até Dezembro pra conferirmos direitinho, juro que senti saudades de uma nova The Blonds pra esse ano, pois elas têm sido os melhores lançamentos (embora eu não tenha nenhuma, #POBRE), DOTW também foi uma decepção !!! Como lançar uma única boneca numa coleção tão importante ? #NÃOSEI
    Espero que durante essa reforma na imagem da Barbie que acontecerá no próximo ano, espero que incluam uma reforma no BarbieCollector.com e no grupo de designer que está uma m**da, enfim … É o que acho rs, e que venha 2015 (e que me surpreenda).

  3. Oi sam ! Adorei o post e não descordo de nada ! A barbie karl realmente eo luxo estremo em qualquer coleção ! Eu tentei adquiri lá mais em poucos minutos ! E n consegui e em sites estão cobrando mais de 2 mil reais na doll ! Agora digo uma coisa sem medo ! A mistress foi uma grande passo de inovação pra mattel ! Seguirão o protótipo , o traje tem um tecido único e maravilhoso ! O face único q consegue mostar mistério e dar vida a doll ! Uma coisa q eu adorei eo fato de vir com acessórios ( o livro eo candelabro ) em alta qualidade ! De todas da coleçã Da haunted ela é qa mais chama atenção !!! Ela vale total o seu selo gold , muitos colecionadores q n coleciona fantasy estão encantados com ela ! Eu tive a sorte e adquiri a minha ! Sam qual ea sua opinião a mistress ?

    1. Achei a Mistress belíssima! Sinceramente só não a comprei pela questão do foco. Sei que a coleção Haunted Beauty provavelmente se restringirá as três bonecas (Ghost, Vampire e ela), mas adquirir as outras duas só pra não ver a Mistress sozinha não dá.. Rsrsrs Me determinei a adquirir apenas bonecas do foco pra poder não perder a cabeça financeiramente e espacialmente falando (já que não basta só comprar; tem a questão do espaço de armazenamento também).
      Enfim, ela é linda como citei no post. Rosto belíssimo, traje bonito também, assim como a cor do vestido, bem diferente, fora os acessórios. O problema para mim é o foco 😦 rs
      Beijo!

  4. Me-do de tentar comentar e escrever um livro.

    Acho que as mais legais desse ano são as primeiras a aparecerem aqui. MotM e Elf. Ambas: Greening.
    Acho que a Faraway Forest pode ser uma das coleções mais legais, de onde poderiam sair as criaturas mais divinas, e mais diabólicas. Apenas os nomes anunciados no mapa já fazem a imaginação rolar. Torcendo para que deem atenção ao acabamento nas bonecas dessa coleção. E que não lancem apenas uma boneca por ano.
    A Skipper é uma das mais lindas, adorei ver os detalhes no Review da Samira. De novo: Greening. Achei horrível o que aconteceu nos lançamentos, tanto dela, quanto da Bingbing. Dessa segunda, achei a qualidade do vestido bem desanimador, aliás. Quanto as repros, acho que a Mattel poderia dar um tempo mesmo, até porque parecem reproduzir as próprias bonecas para obter um resultado propositalmente diferente, ou então parecem ter qualidade inferior. Provavelmente será mais empolgante se dedicarem-se ao retro na coleção Willows, Wi, com originais e variações. Só eu que não sabia que essa linha estava prevista para 2015? Achei que sairiam esse ano. “Riam”, porque esperava mais de uma boneca também. Alguém sabe se elas serão silks ou não?
    Observando Barbies, aprendi a respeitar o Bob Mackie como designer. Olhando para a Princess Stargazer, acredito que a Mattel andou aprendendo exatamente o oposto. Se essa é mesmo a última boneca dele, duvido que o designer que tem por costume ser detalhista, tenha criado uma boneca que use na cabeça um adorno de plástico com formas tão elaboradas, mas todo na mesma cor. Cor essa, igual a dos sapatos. Fico acreditando que seja um sintoma dos executivos da Mattel, que parecem acreditar mais em investir em marketing do que qualidade. Achei pouco para uma despedida tão importante.
    Definitivamente gostaria de ver um número maior de bonecas lançadas, atenção a qualidade, e menos ações de marketing em corredor de fashion week, já que não resulta em produtos que o colecionador possa adquirir.

    1. Hahaha ri com tua frase inicial! 🙂 mas sem rolo: se eu escrevo um livro aqui e vocês arranjam coragem e fôlego pra ler, sinta-se à vontade para se abrir com a gente hehe
      Sobre a Willows, acho que eles devem ter percebido que as repros mais simples não agradam mais tanto quando versões mais caprichadas, como foi o caso da Skipper. Sobre a nova coleção, sim, será para 2015, mas não sei de terá corpo Silkstone. Se tiver, é claro que vou amar (sim ou com certeza??? Rsrs).
      Amei a sua constatação ao final do comentário: foi lindo ver Barbie Moschino, foi. Mas decepcionante na mesma medida, já que os pobres mortais colecionadores jamais a verão, a não ser que tenham alguma sorte nos leilões da vida ou se disponham a pagar mini fortunas.
      Quer dizer, o colecionador fiel, que anualmente despende uma parcela de seu dinheiro, não teve a oportunidade de comprar o “caviar” da coleção deste ano. Uma pena, porque há quem se canse dessa falta de atenção e respeito.
      Falta de qualidade, somada à falta de criatividade e respeito são ótimos atrativos e convites para que o colecionador descambe para bonecas de outros fabricantes.
      Claro, Barbie tem seu charme peculiar, mais simpático se comparado com as expressões frias e algumas até sisudas das Fashion Royalty por exemplo. Mas do jeito que a coisa está, fica difícil. 😦
      A gente fica na torcida para que isso tudo melhore e que itens como Mistress e Elf sejam regras na coleção, e não exceções.

  5. Essa Skipper, sinceramente, arrebentou a boca do balão na festinha dela! Tomaaara que as Willows venham a altura!
    Tua metáfora com o caviar explica precisamente a situação. Lembro de ler aqui um comentário de alguém imaginando como seria terem lançado versões em cores diferentes. Achei fantástico!
    Concordo totalmente. A Mattel se posiciona como uma powerhouse que não precisa do consumidor ( lembra da polêmica do quizz? E pelo que sei até hoje não enviam diretamente para o Brasil), enquanto usa “unapologetic” como um slogan de marketing. Daí quando procuras por “barbie sales” entendes o porque, ou confunde-tes mais inda. Os consumidores descobriram outros tipos de relações possíveis.

    Acabei de tropeçar nessa imagem:

    Dizia: Platinum Black And White Collection Barbie.
    Tomara que venham novidades em breve! Nível Elf! : -)

  6. Lendo essa retrospectiva antecipada (podemos chamar assim?), me dei conta que da safra 2014 só adquiri uma doll, e que não tem nada a ver com o que eu já vinha colecionando: a Silkstone Fiorella. Concordo com a maioria dos seus argumentos, bem como os de alguns leitores: ação de corredor de fashion week? Não queremos isso! Queremos o caviar, já que bancamos a decadência da Mattel. Já vi foto promocional da próxima platinum da B&W Collection com aqueles brincos de plástico das DOTW e The Look. Triste fim. Parei de colecionar, Sam. As que tenho, ficam comigo até sei lá quando. Meu bolso agradece e minha casa promete ganhar decoração nova em vez de cadáveres de plástico.

    1. Vi o protótipo dessa B&W agora há pouco, pelo link que o Berto compartilhou aqui nos comentários, mas não consegui perceber os detalhes direito. Se for brinco de plástico… Aff. Qual o problema de usar metal, tal qual fazem ou faziam com as Silks? Claro que se deve ter mais cuidado com o metal que, se não mantido de forma adequada, pode oxidar o vinil da boneca. Mas ver um brinco ou outro acessório em metal é muito melhor que plástico.
      Enfim, também dei uma desanimada. Mas mesmo assim continuo na esperança.
      De qualquer forma, Mieke, penso que se os lançamentos não agradam, o jeito é se jogar ou tentar se jogar nas bonecas mais antigas. Ao menos nessas sabemos que fatores como qualidade são geralmente encontrados.
      Mas não desanime total não! Ânimo! Compartilhe suas dores conosco também, que assim tudo fica mais leve 🙂 hehe
      Só espero que a fabricante tome uma postura urgente e tente reverter essa situação. Espero ainda por uma coleção como 2011 ou 2010, ou tantas outras do passado que, essas sim, nos brindaram com belos itens!
      Beijo!

  7. Oi sam ! Eu queria a opinião sua e de leitores … Eu já tive muitas barbie collector e silkstone porem acabei me desfazendo das dolls …. Estou recomeçando a colecionar e a primeira q adquirir nesse ano foi nada mais q a mistress ! Bom concordo com a Luciana realmente creio q seja um grande paço Pra mattel ! Ela é uma das únicas barbies q é fiel ao protótipo se não melhor ! creio q seja o melhor lançamento do ano junto com a karl ( um pena n terem feito mais para mais colecionadores ) … A elf achei bonita mais. Achei uma doll com um estilo muito usado e pouco inovador … A coleção parece ser boa mais a primeira a elfa me decepciono bastante …. Oque eu queria opinião sua sam e de seus leitores e se vocês acham legal fazer review da doll em vídeo pois no Brasil n existe muitos vídeos completo em português de alguma barbie collector … Eu queria fazer um canal e fazer review das doll em vídeos parar ajudar os colecionadores e mostrar fora da caixa em mais detalhes … A primeira a ser gravata será a mistress asim q ela chegar do EUA rsrs …. Mais e você sam aprovou a mistress como nós ? Eu particularmente tenho que falar q estou apaixonado creio q está entre as 100 melhores barbies …

  8. Eu amei a Mistress of the Manor, na minha opinião foi a boneca do ano! As silkstones que são meu foco, que decepção, foi a pior coleção de todas! E o Vento Levou eu esperava uma doll pelo menos em silkstone, outra decepção, o jeito foi olhar e comprar as coleções passadas, muito mais bonitas e ricas em detalhes!

    ps: essa Platinum Black And White Collection Barbie vai ter brincos e pulseira de plástico? Que horrível isso, que economia medonha!!!

    1. Aparentemente parece ser de plástico. Mas não é a primeira vez que usam em uma Platinum (a anterior, da mesma coleção, é um exemplo). Uma pena, porque embora eu tenha achado o vestido com uma modelagem atrativa, realmente pagar caro num item exclusivo e limitado como esse é péssimo. Enfim, de qualquer modo, quero ver imagens melhores dela para sacar qual é a desse vestido, se será simples ou se terá um algo a mais.

      1. Estou perdendo as esperanças de ver uma negra Platinum (que não tenha versão em outra etnia). Acho inacreditável essa sucessão de loiras nas Platinums exclusivas do BFC.
        Claro que algumas são encantadoras, porém fica tão previsível… Nas raras vezes em que não é uma loira, é uma ruiva ou morena. Qual a dificuldade (ou problema) em criar uma Platinum negra ou oriental??? Muito decepcionado com o que está sendo apresentado para 2015 pelo BC. Saudades de 2009!!!!

        1. E assim eles vão perdendo nas vendas. Dão uma bombeira sem tamanho, porque se percebessem os feedbacks que rolam dos produtos na internet, pelos blogs e outros fóruns de discussão, mudariam esse cenário correndo.
          É desanimador! Essa bailarina para 2015, Putz…… Broxante!
          Fail, Fail, Fail!

  9. Sam, concordo em genero, numero e grau…salvo algumas coisinhas.

    A Loubotin da tHE LOOK pra mim ficou básica, mas linda. A pele palida, a cor do cabelo, o rosto sereno e o vestido citrico… só não curti a bolsa de plástico HORROROSA e o salto sem graça.

    Não sou fã de Silk, mas em geral eu amei, principalmente o menino com a pinta no rosto, e aquela que tem os dois laços pretos no cabelo loiro ondulado. AMEI.

    Bem Sam, tudo indica que 2015 vai começar bem, já tivemos ótimas novidades playline…só falta as collector!!!

    Beijooo

  10. Olá! Tem um tempinho que eu não passo aqui né? ^^” A que eu mais gostei foi a Karl Lagerfeld, o cara fez sua própria Barbie mini me o e bem, tretas à parte. E sim, a qualidade tem decaído a anos… motivo que me fez parar de comprar novas Barbies. Na verdade eu gosto de variedade, e as Barbies já não estavam me atendendo neste quesito, eu já tinha “uma de cada”, a loira, ruiva, asiática, morena, negra, enfim.

Deixe seu comentário no espaço abaixo! Obrigada! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s