Outros colecionadores: Gustavo Mello | São Paulo/SP

Além de colecionar Barbies, Gustavo também curte animes e mangás (além de outros objetos) e, assim, divide seu amor no hobby de igual para igual com cada um dos itens. Se identificou com ele? Quer conhecer sua coleção? Então, vem comigo!

“Na minha infância nunca tive problemas em relação a gostar de bonecas, minha mãe me comprava quando eu pedia, mas eu só ganhava em datas comemorativas, ou eu mesmo juntava minha mesada e comprava. Lembro que uma das últimas que ganhei foi a Princesa Quebra Nozes. Eu devia ter uns doze anos. Tenho uma lembrança da Marie Antoinette; lembro que pedi para minha mãe na época, era 250 dólares e ela disse, não vou pagar em uma boneca pra você picotar o cabelo dela. Provavelmente era isso mesmo que ia acontecer e eu ia me matar hoje hahaha”, relembra.

Na adolescência, porém, Gustavo deixou as bonecas de lado. “Esqueci por completo Barbies e brinquedos e comecei a colecionar outras coisas. Me entreguei ao mundo dos animes e mangás e por anos foram meu único foco”, conta ele que coleciona, ainda, outros objetos, além de brinquedos. “Tenho paixão por colecionismo em geral. Meus amigos falam que sou acumulador hahaha. Coleciono muitas coisas: jogos, livros, perfumes, bonecos de anime, Pokémon card game, mangás em japonês, shampoo, de tudo mesmo. Mas sou super organizado, tenho controle de tudo. Na minha concepção, acumulador gosta de lixo, embalagens, jornal, coisas quebradas, nada a ver com qualquer colecionismo. Tenho uma Licca-Chan, uma Pullip, uma J-Doll, um BJD (ball jointed doll) e váaaaarios bonecos de anime, conhecidos como Figures e Gashapon, das mais várias formas, tamanhos, marcas e versões.”

A coleção começou há cinco anos (na época, ele tinha vinte anos de idade) e, desde então, mudou sua percepção quanto às Barbies. “Comecei a colecionar Barbies em 2010. Estava em uma loja nos EUA, e passei pela sessão de brinquedos e olhei as playlines. Fazia anos que não via Barbies. Peguei uma na mão e pensei ‘nossa queria tanto comprar uma’ e foi então que caiu a ficha, eu podia comprar, nada me impedia, e comprei três playlines. Como já era acostumado a comprar no eBay, entrei no mundo das Barbies e comecei a comprar as que achava bonita. E foi o ano todo, de 2010 e 2011, comprando muitas bonecas. Comprava muitas, estava no auge das Fashionistas e eu queria todas”, conta.

Como alguns colecionadores, Gustavo teve o momento de excitação no início da coleção, comprando tudo o que via e, com o passar do tempo, diminuiu as aquisições, mudando, inclusive, seu foco. “Sou uma pessoa de fases, meus outros hobbys começaram a gritar mais alto e diminui bem o ritmo. Em 2013, por exemplo, comprei apenas sete bonecas; estava um pouco preocupado com o espaço que elas ocupam, e resolvi voltar a comprar coisas menores e mais compactas. Hoje acredito que já tenho um foco em Barbie, afinal ‘completar’ a coleção é impo$$ivel e é preciso um tríplex para caber tudo. Minhas paixões são Silkstones e Fantasy Dolls. Basics, Playline, Dolls of The World, Holiday, Celebrity Dolls, acho lindo, mas não é algo que me desperta mais um desejo em adquirir”.

Da coleção atual, disponibilizada no BC, o colecionador está de olho em uma em particular. E entre as últimas aquisições estão itens raros e caros. “Por exemplo, estou louco pela Princess Stargazer, uma Fantasy Doll que preciso ter na minha coleção. As últimas que comprei foram a Pink Soiree e a Chataine (a primeira Platinum Label e a segunda Limited Edition, porém muito rara), ambas da linha Silkstone. Sonho realizado!!”, afirma.

Armazenar as bonecas não é tarefa fácil, outro ponto em comum com muitos colecionadores. “Moro em um apartamento temporário, por isso não tenho nenhum lugar para expor minhas bonecas, e também não possuo nenhum móvel para isto. Elas ficam todas guardadas em armários. 95% da minha coleção é NRFB (isso é algo que me irrita nas Barbies; outros bonecos que coleciono posso abrir e tirar das caixas sem danificar a mesma, já as barbies, abriu já era, nunca mais vai ser NRFB. Até brinco falando: abrir ou não abrir, eis a questão kkkk). As bonecas que retirei da embalagem foram por ter recebido a caixa avariada devido ao transporte do serviço de correio, ou que trouxe em viagem e a caixa amassou dentro da minha mala. Acredito que se eu tiver um quarto em um apartamento próprio, para expor minha coleção eu abriria todas, mas como ainda não tenho prefiro deixa-las na caixa, seguras e valiosas”, conclui.

Obrigada Gustavo por participar deste espaço. Assim como você também coleciono outros objetos. Não sei se é um ponto em comum com outros colecionadores ou se a gente passa a “tomar amor” por outros itens, mas só sei que comigo acontece também rsrs (coleciono selos, filmes, Playmobil, Lego, etc.).

E você, assim como o Gustavo, também coleciona outros bonecas/os ou objetos? O que achou da coleção dele? Comente 🙂

Anúncios

14 comentários sobre “Outros colecionadores: Gustavo Mello | São Paulo/SP

  1. Parabéns Gustavo pela belíssima coleção ! Fiquei impressionado com tanta coisa linda.Entre as belezocas que você tem compartilho a Couture Angel, que na minha opinião é arrebatadora 🙂 E assim como você também coleciono outras coisinhas alem da querida barbie, como cds de novela, livros e gravatas. Acredito que dá para colecionar qualquer e quantas coisas quisermos sem criar um caos a nossa volta. Basta ser organizado.Parabéns também Sam por mais esse post que como sempre esta super caprichado.Abraços !!

  2. Acho que todo colecionador é meio como o Gustavo, Sam. Sempre fui de colecionar coisas (playmobil, gibis, revistas, CDs, filmes) mas o que me difere de um “acumulador” é que eu consigo desapegar fácil. No momento são Barbies, e confesso ficar louco com a falta de espaço pra ter mais. Hahaha. A coleção dele é bem bacana, sinto até uma pontinha de inveja de meninos que tiveram bonecas na infância com o aval das mães. A minha me mataria se eu ousasse pedir uma!

    1. Também consigo ter facilidade pra me desapegar, Mieke, e isso me acalenta um pouco. Confesso que tenho pavor de assistir aquele programa dos Acumuladores (do Discovery Home and Health) e ter receio de me parecer com alguns deles. Definitivamente não. Aqui em casa é tudo totalmente organizado, e quando percebo que tem algo a mais que não orna ou não conversa com os focos, a gente se desfaz com facilidade. Acho que com o tempo é natural que a gente “qualifique” a coleção, independente do foco, e acabe adquirindo menos ou vendendo o que não faz parte do foco para adquirir itens de coleções passadas, mas que sejam do foco adotado.
      Também tenho problema com espaço; acredito que seja um mal pelo qual todo colecionador acabe passando. Triste… rs.

  3. Parabéns pela coleção. Creio que quase todo colecionador de Barbie também tem outros focos e muitos outros “cacarecos” à sua volta, eu mesmo sou um desses. Por falar em foco de coleção sou da turma das silks, mas vez por outra me apaixono por alguma de outra linha. Lembrei disso, pois, vi a Haunted Beauty do Gustavo e me lembrei o quanto fiquei apaixonado por essa doll em seu lançamento. Assustadoramente linda e etérea!

  4. Legal ver mais um homem colecionando Barbies, assim a gente não se sente um alien. 😛
    Concordo com ele qdo disse que após um tempo passamos a ter um foco, é bem por ái mesmo. No começo a gente compra qualquer uma, pelo fato de não ter quase nada a gente acaba achando todas lindas, critério vem depois, beeem depois. Acho que todo colecionador passou por isso. E eu não coleciono nada além de Barbies.
    Parabéns pela coleção, Gustavo.

    1. Sim, sempre quando converso com um colecionador ou leio alguma história por ai, é o mesmo “sintoma”: início de coleção a gente compra alucinadamente tudo o que vê pela frente, e só com o tempo vai vendo o que gosta mais, meio que refinando o gosto até tomar um ou uns focos definidos. Afinal de contas, haja grana pra sair comprando tudo sempre, né? Difícil pra todo mundo… rs

  5. Parabéns Gustavo!

    Sua coleção é linda!

    Eu como você, se deixar quero colecionar tudo e pego amor por qualquer coisa fofa. Outro dia fui ao shopping e entrei na PBKIDS, que é imensa, um mundo.

    Olhei a parte de Barbies e como sempre nada que me chamou atenção, então ao lado vi os “novos” LEGO FRIENDS… putz… vi caixa por caixa e por pouco (O marido incentivando ainda por cima!) não comprei um set com sorveteria, um quarto e umas mini caixas com as bonequinhas. Mas pensei: “Começou, ACABOU! Apartir de hoje, será mais dinheiro pra suprir mais coleções” (Coleciono Barbies e Bonecos da familia Mario Bros, de vinil, pelucia e etc, fora que amo tudo que é da Chun-Li, do Street Fighter…)

    Então decidi não comprar, por hora…rs.

    Tenho uma duvida, vi que você tem poucas Barbies Afro Descendentes, é apenas gosto? Prefere a “BARBIE EM SI” (Loira)?
    é difícil colecionadores com o acesso que você tem (Viajar, Ebay…) não gostarem de Dolls AA… mas acontece né? =) Eu conheço uma, somente.

    No mais, linda coleção e tudo parece muito limpo e organizado. Parabéns!

    Beijos Sam & André!

  6. Linda coleção e me identifiquei! Coleção nova de Barbies e já tem meia dúzia na wishlist e OH MY GOD! Miku snow nova linda! O quê comprar primeiro?

  7. Eu tenho uma dica pra ele ele podia comprar uma prateleira de vidro que de para abrir e fechar tirar da caixas só as Barbies playlines e colocá-las em suportes para bonecas é só ver um exemplo da Bettina Doorfman as maior parte das vintages Barbies tá fora da caixa,mais uma Barbies que em nome de Deus não devem nunca serem tiradas das caixas são as silkstones são muito delicadas.

Deixe seu comentário no espaço abaixo! Obrigada! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s