Barbie e a arte

Barbie reflete a cultura popular, mas também se torna ícone dela. Inclusive da arte. Vários foram os artistas que a tomaram como musa inspiradora, tornando-a protagonista de suas obras em diversas ocasiões, como nas apresentadas hoje.

“Barbie”, por Andy Warhol: considerado um dos principais nomes do movimento pop art, o cineasta, empresário e pintor dedicou uma de suas obras para a musa de vinil. O quadro, pintado em 1985 (dois anos antes da morte de Andy), foi feito com a utilização de tinta (polímero sintético/resina) e serigrafia sobre tela.

Crédito das imagens: Andy Warhol e sua obra via fashiontrotter.wordpress.comthedollhead.blogspot.com.br.

“Icon”, por Carol Peligan: a artista, nascida em 1954, utilizou uma técnica mista nesta pintura datada de 1993, criada à base de tinta e outros elementos.

Crédito da imagem: via intertheory.org/bornstein.htm
Crédito da imagem: via intertheory.org/bornstein.htm

“Futuristic Barbie”, por Peter Max: o artista gráfico e ilustrador alemão, naturalizado nos EUA, também é um representante do movimento pop art. A pintura, feita à base de tinta óleo sobre tela, foi criada em 1994.

Crédito da imagem: reprodução Peter Max via theeasel.tumblr.com
Crédito da imagem: reprodução Peter Max via theeasel.tumblr.com

“Barbluella”, por Kenny Scharf: Assim como os anteriores, o artista plástico norte-americano, natural de Hollywood, Califórnia, também é adepto do movimento pop art. A pintura, datada de 1994, foi feita à base de tinta acrílica sobre tela.

Crédito da imagem: reprodução Kenny Scharf via Kimberley Paterson/Pinterest
Crédito da imagem: reprodução Kenny Scharf via Kimberley Paterson/Pinterest

“Colossus of Barbie”, por Robert Stern: Datada de 1998, a escultura foi inspirada não só em Barbie, mas também remete aos misteriosos e imponentes monumentos egípcios. Foi feita utilizando gesso, areia, madeira e a própria boneca. É possível ver, ao lado, o Ken (ao menos lembra o boneco).

Crédito da imagem: reprodução Robert Stern via lovewinniesham.blogspot.com
Crédito da imagem: reprodução Robert Stern via lovewinniesham.blogspot.com

Essas são apenas algumas das inúmeras obras cuja fonte de inspiração seja a boneca. E você, conhecia alguma delas? Ou conhece alguma outra que não foi citada aqui?

***

Observação importante: os créditos das imagens estão na legenda de cada uma; ao clicar, as imagens/links redirecionam para suas páginas de origem. Se você é autor de alguma imagem, por favor, leia nossa página sobre uso de conteúdo.

Anúncios

15 comentários sobre “Barbie e a arte

  1. Gosto da obra Saint Barbie de Mark Ryden, é obviamente uma crítica ao “endeusamento” de um produto pela sociedade;porém o estilo é tão divertido e as cores tão lindas que não tem como não achar linda! http://panamarte.net/wp-content/uploads/2012/08/barbie.jpg
    E o engraçado é que a própria Mattel ama transformar Barbie em obra de arte como nas coleções Portrait, Museum e Artist Series por exemplo e até naqueles fofos Fashion Frames onde os trajes de Barbie vem emoldurados: http://www.theclassicdoll.com/shop/images/commutersetfashionframe.jpg Amei o post.

  2. Nossa Parabéns pela pesquisa super criativa . Samira eu curti mais a escultura da barbie egípcia,Me fez lembrar da ideia que eu li recentemente no livro que você recomendou a um bom tempo atras a Biografia Barbie e Ruth ,de Robin Gerber de que a barbie pode ser tudo o que quiser inclusive uma Deusa soberana acompanhada de seu eterno companheiro. Eu gostei muito muito mesmo dessa biografia e fiquei fascinado pela historia da criadora da Barbie ,Ruth Handler .

  3. Desculpe, mas todo mundo sabe que a Ruth Handler não inventou a Barbie, ela fez uma cópia descarada da boneca alemã Bild Lilli, a Ruth comprou uma em uma viagem pela Europa e resolveu fabricar nos Estados Unidos, com algumas modificações na boneca e no nome, mas não inventou a boneca, engraçado que isso era desconhecido do público até a era da internet!

    1. Sei disso, já tinha tratado a respeito em outra ocasião aqui no blog https://mybarbiedoll.com.br/2012/02/08/female-force-e-a-criacao-de-barbie/, ano passado.
      Mas um fato importante realçado pelo livro é o lado empreendedor de Ruth, não só com Barbie, mas principalmente por ter sido uma mulher que desafiou a sociedade em uma época em que a figura da mulher era, obrigatoriamente, a de esposa e dona de casa. Indo além, ela decidiu, junto com o marido, guiar uma das principais empresas de brinquedo. Por isso disse que ela é inspiradora e fascinante.
      Ao contrário do fabricante de Lilli, que a transformou em um símbolo sexual, voltada, portanto, a um restrito público (embora tenha alçado certo sucesso entre outras faixa etárias em determinado momento) de uma época onde o falso moralismo era ainda mais intolerante e danoso, ela, como empreendedora, pois, viu no brinquedo uma inovação que estava sendo subutilizada. E nesse capitalismo selvagem, conseguiram sair por cima (numa jogada, até hoje, omitida e/ou negada), enquanto o fabricante de Lilli, bem como a própria boneca, sumiram do mercado.

  4. Alex eu também sei a boneca Barbie é uma copia muito parecida daquela boneca alemã Lili .Mas de uma coisa acho que concordamos Ruth handler é a criadora do universo barbie ,que nós abraçamos.A ela devemos a honra de ter a nossa volta essas preciosidades que tanto admiramos e amamos. Admiro muito a Ruth não soh pelo fato de ter nos presenteado com a barbie,mas pela coragem e determinação que ela teve de lutar pelos seus objetivos e sonhos em um mundo dominado pelos homens .Acredito que a barbie é um reflexo dessa mulher incrivel que ela foi .E tenho comigo todas as vezes que olho para uma barbie que a imagem que Ruth tentou criar foi que assim como a barbie todos nós homens ,mulheres,pobres ou ricos .Nós podemos nós tornar no melhor que pudermos ser.Só basta acreditar. 🙂 Grandes beijos

  5. Obrigada André, Caori, Natalia, Maria, Marta, Rodrigo, Alex e Márlon pelos comentários. É interessante notar como um brinquedo conseguiu, também, fazer-se refletir na própria cultura popular da qual recebe inspirações. Embora muitas vezes seja apontada como alvo de possíveis influências negativas, na mesma medida a boneca é enaltecida, é homenageada, celebrada pelos movimentos de pop art, entre tantos outros.
    E nós fazemos parte do grupo que a admira, a defende em muitos casos, e que a quer ver sempre envolta em uma atmosfera de alegria, beleza e glamour. Para nossa alegria!
    Beijinhos!

Deixe seu comentário no espaço abaixo! Obrigada! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s