Outros colecionadores: Giovanni Lima | Fortaleza/CE

O colecionador da vez é leitor do MBD e vez ou outra aparece por aqui, deixando sua opinião. Possui algumas raridades na coleção, entre outros belos itens. Uma particularidade: algumas bonecas que ele tem foram apadrinhadas por amigos. Interessante, né? Quer conhecer um pouco mais da história do Giovanni e sua relação com o universo Barbístico? Vem comigo!

Vintage Peaches ‘n Cream e Giovanni: “Como não pude e não encontrei ainda uma “Barbie Babados que dançam” original, comprei a boneca americana que serviu de inspiração para sua criação. Tenho muito carinho por essa doll” | Crédito da imagem: Giovanni Lima/Arquivo pessoal

Também conhecido como Willy Wonder, Giovanni tem 36 anos e é natural de Fortaleza. Sua relação com as Barbies iniciou desde a infância, mas só se concretizou anos depois: “Sou apaixonado por Barbies desde criança, mas somente comecei a colecionar há um ano e cinco meses”, diz. Possui atualmente cerca de 90 bonecas, todas Barbies. Ele conta como aconteceu o primeiro contato com a diva de vinil: “Na minha infância, meu primeiro contato físico com a Barbie foi com uma boneca da minha irmã, a Babados que dançam, de 1986, fabricada pela Estrela (que era praticamente uma réplica da versão Mattel, Peaches n Cream de 1984). Como eu não podia pedir uma para minha mãe (jamais uma boneca poderia habitar o mundo masculino de um garotinho), acabei escolhendo-a e fazendo com que minha irmãzinha caçula pedisse a minha mãe para comprar. Cochichei em seu ouvido: ‘Leva essa. É a mais bonita’. Infelizmente a doll não teve um futuro muito promissor e foi perdida durante uma mudança”, explica.

A primeira foi a Alfred Hitchcock’s “The Birds”. “Fiquei completamente apaixonado por essa Barbie, que faz uma homenagem ao célebre filme do Mestre do Suspense, de quem sou fã da filmografia. Apesar de ser uma doll no mínimo estranha, ou até mesmo bizarra, afinal ela retrata a cena que Melanie Daniels, a personagem de Tippi Hedren, é atacada pela primeira vez pelos corvos ensandecidos da cidade de Bodega Bay. Ela foi a minha porta de entrada para o mundo da Barbie”.

Crédito da imagem: Giovanni Lima - Willy✰Wonder/Flickr
Crédito da imagem: Giovanni Lima – Willy✰Wonder/Flickr

Quando adquiriu a boneca, Giovanni chegou a pensar que seria a única. Mas… “Na ocasião, lembro de ter pensado: Não estou iniciando uma coleção, é simplesmente um singular souvenir de um filme o qual sou aficionado. Ledo engano! Como existia o imenso desejo de colecionar, reprimido desde a infância, por medo de preconceito e discriminação, percebi o momento adequado e dei vazão a essa vontade, uma vez que a primeira Barbie comprada serviu como quebra de paradigmas pessoais, me conectando definitivamente ao Mundo Barbístico”, revela.

Ao ir passear em um shopping, o colecionador ‘paquerava’ a seção de bonecas da linha Collector, aumentando ainda mais sua admiração pelo hobby: “Nos primeiros meses, procurei adquirir as bonecas que mexeram com meu imaginário ao longo dos anos. Na verdade, nas minhas idas aos shoppings centers, eu visitava ritualisticamente as grandes lojas de brinquedos e flertava com as Barbies Colecionáveis expostas em uma coluna-vitrine, como verdadeiras joias, objetos de desejo intocáveis e improváveis. Sentia como se fosse um cachorrinho de rua a desejar o frango de padaria. E foi assim que paquerei com as Scarlett Ohara em 2000, a Galadriel em 2001, Diana Ross em 2003, Nichelle e Daria em 2004. Todas adquiridas até agora”.

Clique nas imagens para ampliar:

Crédito da imagem: Giovanni Lima – Willy✰Wonder/Flickr

Giovanni é tão apaixonado por Barbie que não consegue ter um foco definido na coleção. “Talvez não possa dizer que tenho um hiperfoco. É tudo sobre paixão! Se eu me apaixonar a primeira vista, já era! Por esse motivo tenho dolls  variadas, mas poderia mencionar as ‘repros’ como uma dedicação especial. Curto muito o ar vintage delas. O flerte com o passado. O resgate de décadas perdidas. Por ser cinéfilo, também incorporo na coleção as dolls que fazem alusão a esse universo. Também poderia citar algumas DOTW que também me cativaram por sua beleza e exoticidade, como a Kwanzaa, a Amazonia, a Princess of Japan, Korean Court e South Africa”. Embora sem um foco definido, confessa que também tem uma queda pelas bonecas negras: “Assumi de vez o fascínio pelas dolls negras. As criações de Byron Lars são, na minha opinião, as obras primas da Mattel que homenageiam as mulheres dessa raça, tão forte e linda. E foi exatamente uma delas, a Coco, uma das minhas maiores loucuras. Fechei os olhos, cliquei em comprar e: Seja feito o que Deus quiser!”, declara.

Sempre pergunto aos colecionadores um fato curioso que possuam com o hobby. E o do Giovanni é o seguinte: algumas de suas bonecas possuem padrinhos e madrinhas. “Uma maneira divertida e interativa que encontrei de trazer meus amigos para mais perto e compartilhar essa paixão. As afilhadas são escolhidas por eles, levando em consideração afinidades e o tema e/ou proposta da boneca. Recentemente levei a Scarlett Barbecue at Twelve Oaks para o seu ‘batizado’, na casa do seu padrinho, com a exibição do filme E o vento levou, que eternizou a personagem”.

Crédito da imagem: Giovanni Lima – Willy✰Wonder/Flickr

Praticamente toda a coleção dele é mantida como NRFB, sem remoção da caixa. “Estou quase sem espaço físico, pois a estante que as conservo está lotada. Até o final do ano planejo uma estante com vidro, e quem sabe crio coragem e retiro algumas de suas caixas?”.

E para quem ainda não começou uma coleção, por qualquer que seja o motivo, Giovanni encoraja com lindas palavras: “Cada um tem sua história, sua trajetória, mas a Barbie é o nosso ponto comum. Individualmente, de formas diferentes, ela entrou em nossas vidas e de alguma forma, a coloriu (com tons de rosa, claro). Na minha em particular, ela representou superação de preconceitos e realização de um desejo suprimido. E para quem pretende começar a sua coleção? O que eu poderia dizer? Talvez simplesmente, RENDA-SE e PERMITA-SE. Como eu disse antes, é tudo uma questão de paixão. E apaixonar-se por cada uma delas é tão DOCE!”.

É verdade, Giovanni! São apaixonantes! E a admiração cresce a cada nova aquisição, a cada imagem divulgada que, quando nos cativa, faz pulsar o coração acelerado! Como é bom esse hobby, né? Todos suspeitos para falar a respeito! hehe 🙂

Muito obrigada por seu depoimento e que possa ser fonte de inspiração para quem ainda deseja entrar para esse mundo repleto de fantasias!

Para quem quiser ver mais bonecas dele, acesse seu perfil no Flickr.

E você, o que achou da coleção do Giovanni? Curtiu? Alguma boneca em comum ou preferida? Comente! 😉

Anúncios

39 comentários sobre “Outros colecionadores: Giovanni Lima | Fortaleza/CE

  1. Nossa! Ele tem a Wind Rider! Morri de inveja branca do amigo! Hahaha! Parabéns pela coleção, Giovanni! Manter na caixa é para poucos, eu mesmo tiro todas e só guardo as caixas mais chiques. Espero que você consiga a Babados que Dançam!

  2. saudades dessa seção. lindas barbies do Giovanni.várias raridades. parabéns.é difícil conviver com o preconceito. minhas barbies ficam escondidinhas no guarda-roupa em caixas de arquivo morto. coitadas!!! só minha mãe e minha irmã sabem. parabéns novamente pela coleção.

  3. Linda coleção, todas perfeitas e raras, parabéns! Sei bem o que você passou, comigo foi igual, sempre gostei de bonecas, minhas primas mais velhas tinham várias, mas era um tabu enorme um menino gostar de bonecas, sofri muito preconceito dentro e fora da família por isso, sem falar no medo que algumas pessoas tinham em que eu fosse contaminar alguns primos com a “doença”, mas nada como um dia após o outro, e hoje sou muito feliz com a minha coleção, e todo mundo sabe, quem quiser aceitar, bom, quem não quiser, hoje não faz a menor diferença! Abs

    1. Alex, fico feliz em saber que sentiu empatia pelo meu relato, e o seu também nos convida a reflexões. Seria um sonho utópico se um dia alcançarmos um estado de consciência, nos quais os pais soltariam seus filhos dentro de uma loja de brinquedos e dissessem: “Escolham o que quiser, o que mais desejarem!” Afinal, crianças são puras e que as “adoece” são os adultos! Um grande abraço e obrigado!

  4. Parabéns pela bela coleção!!! Um dia crio coragem e faço como você: Fecho os olhos e clico em comprar para uma “Coco” também… rsrs…. Mas como disse o Abel, sou mineira, vejo com as mãos… sofro até chegar em casa para poder abrir e apreciar cada detalhe da minha nova amiguinha.
    Beijos!!!

    1. Mele, muitas vezes temos de “fechar os olhos” pra muitas coisas na vida, concorda? Hehe. Ai, um dia crio coragem como vocês e faço isso, assumo um jeito mineiro de ser e olharei com as mãos todas as minhas dolls!!! Muito obrigado pelo depoimento! 😛

  5. Nossa, adorei a entrevista, coloriu meu dia também, adoro ler os colecionadores falando sobre preconceito, histórias e tal, assim, mulher é geralmente mais fácil pois a sociedade aceita sem tantas indagações, mas nós, homens, é bastante difícil e por isso adoro ver pessoas que não se negam o desejo de viver e como ele falou RENDER ao desejo! de comprar, de assumir a coleção que por sinal adorei, eu não consigo manter NRFB pois adoro sentir os cabelos, os tecidos, tirar fotos, faço elas de modelos rs, Espero ver mais histórias de colecionadores por aqui.
    OBS: Engraçado que a gente lê e dá vontade de ser amigo de todos! Pessoas maravilhosas!

    1. Viktor, fiquei muito feliz que tenha gostado do post. E que bom que de alguma forma você se identificou com meu relato! Chega realmente um momento na vida que temos de ser mais carinhosos conosco, e quer mais carinho do que nos presentearmos? E quanto a amizades, estou à disposição. Um grande abraço!

    1. Anna, o preconceito existe, mas como você bem disse, precisamos conviver com ele, que fica mais suportável quando encontramos um lugar como esse, onde podemos expressar nossos desejos sem medo. Um grande beijo e obrigado!

  6. Linda coleção, ele é sortudo muitas das bonecas que tem estão na minha wishlist e nem sei se vou tirá-las de lá, a do Senhor dos Anéis por exemplo. Ele falou sobre preconceito, e isso realmente existe. Eu mesmo sendo mulher foi difícil começar a minha coleção porque havia algumas pessoas que não queriam que eu gastasse meu dinheiro com as bonecas.

  7. O Giovanni é demais!! Além de uma bela coleção, é super simpático! Eu tinha postado numa foto de uma das dolls dele e ele me respondeu com tanta cordialidade, como se eu fosse um parente que ele não vê a dez anos haha! Desde então parece que consegui um novo amigo! Um amigo que dá o exemplo de ter a coragem de “ir e dar a cara a tapa” e realizar seus desejos 🙂

    1. Poxa Ikee!!! Que depoimento lindo! Talvez tanta cordialidade não seja tão gratuita assim, afinal é tão difícil encontrar pessoas que entendem ou estão dispostas a escutar nossas conversas barbísticas, não é mesmo? Foi ótimo te conhecer! Um grande abraço!

  8. Adorei ler esse post! Queria dizer que conheço de perto esse encantamento do Giovanni pelas bonecas e sei o quanto ele vibra a cada nova aquisição. Além disso, faço parte do time das madrinhas e padrinhos de sua coleção, hehehe. São todas tão lindas e perfeitas que fica difícil escolher uma ou duas, ou três, que sejam.
    Parabéns pela coleção, Gigio!!

  9. Que linda a coleção dele. Sou apaixonada pela Scarlet O’Hara e “Os Pássaros”. Lindo depoimento e coleção! Parabéns Giovanni! E a Sam por nos apresentar mais um colecionador 🙂 bjs!!

  10. Obrigada Abel, Mieke, Luciano, Alex, Mele, Viktor, Anna, Marta, Katia, Karina, Natalia, J.JD, Ikee, Léa, Lorena e Caori pelos comentários. E um obrigada especial ao Giovanni por ter participado. Sempre, sempre é legal conhecer a história dos colecionadores e particularmente gosto, mais ainda, de conhecer um pouco mais a respeito dos colecionadores que visitam o blog. Agradeço a todos pelos comentários, porque isso prestigia os colecionadores que aparecem por aqui e fortalece ainda mais nosso hobby. Gigio, espero que tenha gostado da forma como suas lindas palavras foram estruturadas no post, e espero que nossa amizade, mesmo que virtual, perdure com o passar do tempo. Parabéns pela belíssima coleção! Que continue a crescer e a ganhar novos padrinhos e madrinhas 😉
    Beijão a todos! 🙂

    1. Cara Samira, reitero a imensa satisfação e lisonja em ter sido convidado a participar desta seção tão singular do seu blog. Como outros disseram, é muito interessante conhecer a história de outros colecionadores e entender onde e como a Barbie entrou na vida de cada um. Agradeço de coração a participação de todos, especialmente a você Samira, que conduziu de forma tão carinhosa todo o processo! Estou à disposição e convido você a ser madrinha de alguma ( ou mais de uma) das minhas filhinhas! Desta forma, além de amigos, também seríamos compadres!!! Um grande beijo!!!!

  11. i don’t speak your language en i can’t read your e-mail…..but i like the
    photographs of all the barbie-dolls……….so i hope you will send me your
    newsletter again….because the last e-mail i get from you was send at the
    end of october………love from clea xxxxx

Deixe seu comentário no espaço abaixo! Obrigada! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s