Retrospectiva coleção 2013 Barbie Collector

Tenho certeza que você bateu o olho no título e pensou: mas como, Sam, está cedo ainda!? É que falta pouco para o ano acabar e, a tirar pela quantidade de lançamentos de coleções passadas, diria que já foram apresentados uns 97% dos bonecos e bonecas da coleção atual (exceto previews de lançamentos que ainda não foram oficialmente divulgados). Então, que tal uma retrospectiva? Rever novidades, pontos altos, outros fracos, além de especular o que virá por ai. Quer participar? Então, leia e comente junto! 😉

Crédito das imagens: divulgação Barbie Collector/Mattel - Montagem: www.mybarbiedoll.com.br
Crédito das imagens: divulgação Barbie Collector/Mattel

Para facilitar, vou comentar por coleções:

Designers: acredito que tenha sido a coleção mais “beneficiada” com novidades neste ano. Três novas marcas integraram o time de bonecas assinadas por estilistas badalados (Trina Turk, Coach e Herve Leger). Mas o trunfo veio com uma parceria já existente, entre Mattel e The Blonds: a The Blonds Blond Gold Barbie Doll. Apesar de haver quem ame e quem odeie as também chamadas “Drag Queen Dolls“, o lançamento arrancou suspiros de muitos colecionadores. A jogada de reproduzir um traje usado pela cantora Kylie Minogue foi um ponto a mais, além de uma escolha segura (assim como com a Blond Diamond, a versão atual também foi inspirada em um traje já existente). Os acessórios da boneca (sandálias douradas e anel) são alguns destaques desta edição, assim como o stand especial e os braços arqueados para fora, como também acontece com uma das pernas, modificando a já conhecida mão na cintura e um dos joelhos para a frente, pose exibida em muitos corpos ModelMuse. Para 2014, quem sabe vejamos algo novo feito pela dupla e que ainda não tenha saído do papel? Embora seja uma ideia remota, nunca se sabe.

Crédito da imagem: divulgação Barbie Collector/Mattel
Crédito da imagem: divulgação Barbie Collector/Mattel

Herve Leger foi outra novidade. Mas gerou sentimentos controversos. Enquanto os colecionadores gringos adoraram o lançamento, ao que parece nos fóruns de discussão e blogs, os brasileiros não se animaram tanto com os acessórios (por aqui no blog, por exemplo, alguns os compararam com aparelhos ortopédicos!). Assim como feito com a The Blonds, os trajes e acessórios representados pela boneca também foram inspirados em produtos já existentes. A boneca, no entanto, traz alguns diferenciais, como as sobrancelhas pouco marcadas e o penteado elaborado. Será que veremos outras Herve Leger Dolls em coleções futuras? As vendas certamente determinarão isso!

Crédito das imagens: divulgação Barbie Collector/Mattel & Herve Leger via www.neimanmarcus.com, www.socialbliss.com, ifitshipitshere.blogspot.com e amsterdam-ftv-blog.com.

No caso da Malibu Barbie Doll by Trina Turk, que também apostou em itens já existentes na coleção da marca, as novidades ficaram por conta dos acessórios e de um modelo praia, porém em versão Gold Label. Sem contar o bronzeado na boneca, incluindo ainda a “marquinha” do biquíni. Se por um lado é um charminho a mais nela, por outro pode limitar os colecionadores que curtem trocar roupinhas e fazer photo shoot (dependendo da situação, o bronze pode atrapalhar na foto ou uso de um traje diferente).

Crédito das imagens: divulgação Barbie Collector/Mattel e Trina Turk.

Outra novidade da série de Designers, a Coach trouxe uma bolsa que é de couro (dizem, inclusive, se tratar da primeira fez que o material é usado; Fato ou não, só uma pesquisa histórica a fundo em itens comercializados no passado), levando o mesmo estilo pregado pela marca em seus produtos em tamanho natural, além do casaco e sandálias, semelhantes aos produtos reais. No geral, o look da boneca é simples, mas acredito que tenha sido exatamente esse o objetivo entre as duas marcas, em propor um visual ready-to-wear, mais próximo do visto no cotidiano. O que me espantou foi o fato de a boneca ter esgotado tão rapidamente, afinal, treze mil não é um número pequeno, mas considerando que, assim como a Herve, a boneca foi divulgada principalmente entre os fashionistas (fora do universo dos colecionadores), logo provavelmente a venda e o esgotamento dela foram pulverizados em vários lugares (assim como a Trina Turk e algumas outras, esta também foi vendida no próprio site da marca homenageada podendo, desse modo, esgotar a tiragem – a venda não foi restrita ao Barbie Collector). Aliás, tiragem de bonecas Gold Label daria um debate longo, afinal de contas, diferente das Platinuns, não sabemos a numeração específica. Prometo falar a respeito aqui em outro momento.

Crédito das imagens: divulgação Barbie Collector/Mattel & Coach via www.lyst.com

Alazne, a segunda produção by Stephen Burrows, não agradou tanto. Inicialmente as imagens do protótipo que vazaram na internet traziam o rosto idêntico ao da Tribal Beauty, boneca lançada com o mesmo molde, no mesmo ano (o BC ainda apresenta, até o momento, a imagem do protótipo com mesmo make da Tribal). Mas imagens reais da Alazne já apresentam outra maquiagem, onde há o predomínio do dourado. A tirar pela primeira boneca assinada pelo estilista, e que continua à venda no BC, será que a Alazne também não cairá nas graças do povo?

Crédito das imagens: divulgação Barbie Collector/Mattel e joeslist.com

Outra novidade este ano foi o lançamento de três novas coleções. Duas delas são assinadas por Linda KiawGlobal Glamour, estrelada inicialmente pela Tribal Beauty, e Black and White Collection, trazendo a Beaded Gown Barbie Doll. A primeira agradou pela mescla de inspirações étnicas presentes no traje e na graciosa sandália em forma de zebra (achei linda!). Já a Beaded chegou a ser comparada com um guardanapo decorativo (!), pela estrutura do vestido; os pontos altos da boneca ficam por conta dos apliques no vestido, além da maquiagem, marcada nos olhos e nude na boca, inovando o molde Mackie.

Crédito da imagem: divulgação Barbie Collector/Mattel.

A terceira nova coleção, The Barbie Look, que substituiu a série Basics, agradou apenas pelos acessórios, além de móveis, como o Barbie Wardrobe. Embora as bonecas vistam roupas interessantes, há quem ainda sinta no ar a presença das Basics. Inclusive há quem sinta falta das Basics pela miscelânea de moldes de rosto, além da presença dos Kens, fato que não aconteceu, por hora, na nova coleção.

Crédito da imagem: divulgação Barbie Collector/Mattel.

Moldes de rosto e coleção HolidayOs moldes Louboutin e Pazette caíram nas graças dos designers este ano. Porém, utiliza-los de forma contínua pode acabar transformando ambos em novos “Mbili” (para dolls negras, né André e Rapha?) e/ou “Mackie” (no caso do Louboutin em dolls Caucasian). Não é crítica a nenhum, tampouco que parem seu uso, porém há uma série de outros head molds que poderiam ser usados, como acontece na coleção University Dolls, onde recentemente vimos várias bonecas com moldes que há muito não eram usados. Aliás, essa coleção não anda agradando os colecionadores, vide as bonecas – da coleção passada – que ainda estão encalhadas. Esse nacionalismo todo em volta da própria cultura não agrada o mundo inteiro, viu? #ficaadica

Crédito das imagens: divulgação Barbie Collector/Mattel
Lançamentos com molde Pazette/Stephen Burrows | Crédito das imagens: divulgação Barbie Collector/Mattel

O fato de terem usado o Pazette em uma Holiday agradou e muito os colecionadores. Sem contar a Holiday versão auburn (ruiva; apesar de no BC constar Brunette, a boneca tem os cabelos avermelhados, sendo chamada deste modo por vendedores e colecionadores).

Um diferencial da atual coleção foi um número considerável de novos moldes, em coleções diversas: Dorothy, Glinda e Bruxa má do Oeste, Katniss, Peeta e Finnick, além da Audrey Hepburn. Isso é bom? Claro que é, principalmente no caso dos Kens. Já no caso das Barbies, há uma série de outros moldes, como disse antes, que poderiam ser reaproveitados.

Ainda sobre moldes de rosto, as novas Audreys (Sabrina e Roman in Holiday) desapontaram muita gente. Eu, que sou fã de carteirinha, adquiri a Sabrina (acho aquele vestido lindo e de fato o é), mas concordo que o molde de 1998 seja mais belo do que o atual. Aliás, o único molde que caiu como uma luva em corpo Silkstone até o momento foi o da Grace Kelly, até porque não temos um anterior para comparar (o da Liz Taylor também não combinou muito, ficando mais bonito na versão em vinil, feita em anos anteriores). Fico me perguntando quem será a diva do cinema a vir ano que vem. Se for Marilyn Monroe, já homenageada como Liz e Audrey, não me espantarei. Contudo, gostaria de uma nova celebridade, como aconteceu com Grace Kelly.

Na coleção Dolls Of The World a novidade ficou por conta da UK Barbie Doll e Filipinas. Canadá e Espanha trouxeram trajes já existentes. França, apesar de diferente, ficou muito simples.

Haunted Beauty: a segunda boneca da série, uma vampira, para mim, trouxe um sentimento controverso. Quando olhei o rosto, lembrei da Draculaura by Monster High (apesar de, nesse segundo caso, o rosto ser mais largo). No entanto, achei bacana a proposta de uma vampira, combina com a temática proposta na coleção. Fico curiosa em saber qual será a terceira beleza assombrada, de 2014, caso haja. Gostaria de ver um Ken nessa série, embora saiba que o Ken seja uma figura renegada entre os lançamentos da linha colecionável. Um Ken múmia (hehehe… mas sem ser enrolado dos pés à cabeça; algo mais sutil, assombrado, mas, na mesma medida, belo, como a coleção propõe).

Mas… pagando pela língua, a coleção Barbie Fashion Model Collection trouxe um personagem masculino pra mudar esse cenário. O Best em miniatura: dizem que o designer se inspirou em si próprio no boneco, semelhante à edição OOAK leiloada no ano anterior (do casal Best of the Best; apresenta uma pinta na testa, característica que Best também tem). Confesso que gostei apenas do fato de o boneco trazer um rosto diferente e cabelos idem. O traje, apesar de visualmente simples, parece ter uma qualidade melhor (é o que se espera dos bonecos nesta coleção). Não entrarei em detalhes sobre outras bonecas desta série pois sou suspeita pra falar, mas me desagradou a versão AA (não só a cor azul escolhida para o traje, mas, principalmente, a parte superior do vestido. Ficou simplório, comparando-se com outros trajes da série). Uma Mermaid Gown african-american seria, isso sim, muito mais vistosa, embora a versão loira platinada tenha seu charme. E chega de azul nessa série! Provencale, Tribute, Delphine, The Soiree, sem contar outras bonecas em cujos trajes o azul se faz presente de algum modo. A cor já está pra lá de representada! Usem mais a cartela de cores, em tons mais fortes e marcantes: verde, roxo/ameixa, vermelho em tom mais fechado como o vinho, marrom, rosa antigo… enfim. Inclusive poderiam variar a tonalidade de “pele” dos corpos dos bonecos. Que tal um Ken AA em corpo Silkstone? Seria lindo! Ou uma Barbie com a mesma tonalidade da Pazette Barbie Doll?

Oz: não é propriamente uma coleção, mas quanto cansaço! Já falei dos moldes (neste caso, ponto pra Mattel, por ter inovado os moldes de rosto). Com relação às bonecas com o tema: apesar da Fantasy Glamour ter ficado charmosa, principalmente o penteado, o sapato com laço fofo e o modelo de vestido (mesmo não combinando muito, devido a estampa quadriculada – lembra toalha de piquenique! – ok, ok, sei que é da personagem), já deu! São inúmeras as bonecas lançadas com a mesma temática. É um lindo ode de amor ao filme, mas não deu, não? #Boring Quando soube que iriam lançar bonecas do filme, fiquei na torcida para que fosse sobre o novo, o Oz Mágico e Poderoso. No entanto, a Disney, detentora da marca, foi mais rápida e fez suas versões. (Queria um mini James Franco e desejava que, a exemplo do Chapeleiro e do pirata, a Mattel também fosse fazer um. Mas não). E nós nos contentamos com as “novas” versões em comemoração ao 75º aniversário do filme original. Fazer o quê?

Midge: a versão by Life in the Dreamhouse agradou muito mais do que a versão colecionável. Já vi de perto e mesmo que a versão coleciovável tenha uma caixa linda (azul com rosa muito fofo!) e o plus com Barbie, não agradou, vide as vendas, continua lá pra vender! Aliás, a própria coleção em representação da websérie foi uma grata surpresa na linha Playline, não só pela embalagem, como pelas próprias bonecas, com cílios enraizados, corpos articulados e roupas com tons mais realistas, fugindo do excesso de cor de rosa e glitter.

Crédito das imagens: divulgação Barbie Collector/Mattel.

The Hunger Games: Catching Fire: acredito que Katniss não agradou a todos; falo por mim, mas vi muita gente, inclusive gringos, criticando. Isso porque a boneca já havia sido lançada, na época do primeiro filme, com o traje esportivo. Quando começaram as especulações em torno da possibilidade de novos bonecos da saga, logo muitos pensaram que seria essa a vez que veríamos ela em um traje diferenciado. O traje é diferente, sim, mas a temática – esportiva – permanece. Quanto a Effie, esperava o traje pink inspirado no mesmo lançado pela marca Alexander McQueen, naturalmente escolhido pela cor. Das três, uma: ou a marca não autorizou a reprodução do traje, ou ficaria mais caro produzi-lo para um label razoavelmente mais barato ou, ainda, o caimento do modelo não ficaria bem em miniatura, numa boneca (é esquisito? É. Mas quem acompanha livro e filme sabe que a personagem veste roupas bem excêntricas). Confesso que seria interessante ver tanto a Katniss no vestido de noiva do Em Chamas, mais elaborado, quanto a Effie no pink escandaloso, ambas em uma versão Gold Label. Mas é improvável. Já com os meninos, a novidade ficou por conta, principalmente, dos moldes de rosto, mais másculos e diferenciados de muitos Kens por ai. Ah, claro, adoraria ver o Cinna em forma de boneco também, mas… a oportunidade tinha que ter sido essa.

Crédito das imagens: divulgação Barbie CollectorToys”R”Uswww.graziadaily.co.uk e thehungergames.wikia.com

E o que ainda está por vir (os % faltantes…):

Jennifer Lopez: há um mistério por trás das duas bonecas. Apesar de as imagens terem vazado na web tempos atrás, até o momento, nada de imagens oficiais. Além disso, a JLo Red Carpet chegou a ser vendida por terceiros, mas não oficialmente pelo BC e, de repente, sumiu do mercado. Não há informações confirmadas a respeito de seu paradeiro, tampouco se será de fato lançada. Por enquanto, é aguardar. A versão Red Carpet, que vimos até o momento, inovou no rosto e no corpo (quem comprou, diz se tratar de um novo ModelMuse com quadris levemente avantajados, por conta do derrière farto da cantora – aqui há outra imagem mostrando melhor o corpo dela). Já o vestido não agradou, principalmente por não terem sido muito fieis ao traje real usado pela cantora durante a premiação do Oscar 2012, assim como a qualidade do traje da boneca.

>> Sobre a JLo: provavelmente a boneca será lançada sim. Quem for na convenção BarbieBrasil 2013 poderá concorrer a um exemplar exclusivíssimo, autografado pela própria JLo e que será sorteado no evento :O Ou seja, a boneca vai surgir ainda nesta coleção. É aguardar pra ver!

Não entrarei em detalhes sobre outros lançamentos. Acredito que estas tenham sido as novidades, com seus altos e baixos. Algo a mais? Bem, se ainda houver lançamentos nesta coleção, ficarei surpresa (e espero ficar, juro!). Isso porque geralmente as coleções trazem entre 70 a 75 itens, seja bonecas ou acessórios e fashions. É a média já existente nesta coleção. Além disso, os últimos meses do ano são destinados aos previews de 2014.

E por falar em 2014… Um mistério! Espero que na convenção brasileira possamos ter o privilégio de ter indícios do que está por vir.

Ufa! Depois de tanto teclar, agora é com você: algum palpite sobre a coleção 2014? Algum desejo em especial? E sobre a coleção atual, quais seus altos e baixos?

Ps.: feliz dia das crianças para todos, eternas crianças, e amantes fervorosos dessa diva de plástico! 🙂 (ficou brega? Mas tudo bem! rsrs Estou no clima: meu filho está animado e alegria de criança é contagiante!). Bom feriado!

***

Observação importante: os créditos das imagens estão na legenda de cada uma; ao clicar, as imagens redirecionam para suas páginas de origem. Se você é autor de alguma imagem, por favor, leia nossa página sobre uso de conteúdo.

Anúncios

12 comentários sobre “Retrospectiva coleção 2013 Barbie Collector

  1. UAU, estou sem palavras pelo post Sam ! Antes de qualquer coisa, parabéns pela qualidade e quantidade de informações aqui contidas. Agora de estalar o chicote. Acho que 2013 foi um ano fabuloso pra bonecas na linha colecionável (falo por mim) gostei de grande parte dos lançamentos, alguns mais que outros é claro, e um ou outro me desapontou, na verdade o único lançamento que me desapontou foi o set em comemoração ao cinquentenário da Midge, o boneca feia e brega, não digo que não gosto da Midge muito pelo contrário, só que acho que grande culpa disso é dos designer, e acho Bill Grenning tão ZzZzZ, todas as crianções dele são um tanto mortas (claro que isso não são em todos os casos, mais acho ele bem morno), pra mim, Linda Kyaw merecia mais destaque do que o Bill, ela sim consegui ser mais inovadora. Acho que a falta de qualidade em alguns lançamentos são do designer que a cria /eu acho. Gostaria que aumentassem o time de designer, alguns que se empenhassem mais, que batalhassem por bonecas fabulosas e que se esgotassem rapidamente. Engraçado acho que sou o único que gosta da série de líder de torcida rs. Marilyn é um eterno ícone, então vê-la novamente sendo homenageada seria ótima, principalmente em corpo Silkstone, agora têm algumas outras celebridades que eu gostaria de ver sendo homenageadas em 2014, se fosse pra destacar alguma marca, gostaria que fosse Louis Vuitton, Victoria Secret ou Versace (novamente!), em relação aos molds só acho o Mbili ZzZ não gosto dele mesmo rs. Do mais é aguardar os novos lançamentos.

  2. Lá pela metade do ano eu já achava a safra fraquinha. Em retrospecto acaba sendo isso mesmo. As dolls de designers realmente chamam a atenção, mas nenhuma delas é arrebatadora. A Blond Gold, talvez seja a que mais se aproxime, mas tá mais pra “ouro dos tolos”, e digo isso me referindo à roupa (muito provavelmente) de plástico. Coach e Leger são pura aparência (como alguém falou em outro post, dolls caras cujo acabamento deixa a desejar), mas tenho gostado da cinta ortopédica cada vez mais – ainda que, por esse preço, mais valha investir em alguma das Louboutins de temporadas passadas ou em obras-primas como a Versace.

    De todas essas, resolvi apostar na Alazne. Vestido legal, versátil, “vestível”, medo só do que possa encontrar debaixo daquele chapéu/moringa. As “Barbie Look” não preencheram a lacuna das Basics nem de longe. E as LITDH são meio bizarrinhas, mas o investimento na Raquelle valeu a pena pra mim.

    O que espero pra 2014? Menos cola na cabeça, revival de face molds queridos, sapatos inéditos e principalmente dinheiro pra gastar nessa magrela de plástico porque a vida não tá fácil…

  3. Samira, amei o post! Você foi muito assertiva. Concordo em tudo. Foi um ano sim de altos e muitos baixos, com dolls “mofando” nas prateleiras da Mattel. Apesar dos “erros” (entenda-se insucesso de vendas) , creio que há um mérito a se creditar a Mattel pela ousadia em algumas criações. É preciso arriscar, e nem sempre logra-se êxito. Algumas observações:

    – Adoro essas “alcunhas” inventadas pelos colecionadores: “Drag Queen Dolls” para as Blonds, “Bota ortopédica” ou “Poliomelite Doll” para a Herve, “Guardanapo Decorativo” para a Beaded Goown e “Cabeça de Jarro” para a Alazne (linda maquiagem, mas que ódio do jarro!);

    – CANSEI também do tema OZ! O filme já foi homenageado de frente pra trás e de trás pra frente! Chega! Mais que na hora de sugerirmos outro filme “tema”. Gostaria de uma revisita ao mundo de Senhor dos Anéis, com o lançamento do Segundo Hobbit, afinal a Evangeline Lilly está linda de elfa guerreira. Pena que são filmes de personagens predominantemente masculinos!

    – Achei lindo o molde da Jennifer Laurence ( muito delicado), pena que veio na roupa errada! Eu particularmente gostei da primeira doll (porque amo o face mold Goddess), mas achei meio arriscado, como disse, lançar um segundo traje esportivo. No entanto, como ainda vão produzir mais 2 filmes, quem sabe na próxima? Tive muita expectativa com a Effie( afinal queria um dia ver uma Barbie Björk e ela é a que mais se aproximaria disso, principalmente com o vestido de Alexander McQueen (estilista queridinho de Björk). Enfim, acho que os Hunger Games são uma ótima franquia a ser explorada “fashionistamente” falando. E aqui, a Mattel por ousar a vontade!

    – Hollywood nos presenteou com belíssimas estrelas. Concordo que o face mold anterior de Audrey era mais bonito. Gostaria de ver uma Barbie Ava Gardner ou Rita Hayworth. Acho que a Scarlett O’hara (Vivien Leigh) merecia uma edição silkstone com o vestido vermelho, seria arrasador!

    – Jennifer Lopez Red Carpet não me encantou. Vamos esperar para ver!

    – Desejo desde o ano passado. Quero minha Francie Ruiva!!! Não desisti dela.

    Bom feriado e parabéns pelo post!

  4. Hello from Spain: congratulations on writing this interesting post with news of Mattel this year. My favorite collection is the third new collection, The Look Barbie. Coach Barbie but also in my country is very expensive. Keep in touch

  5. Um ano beeeeem aquém do esperado, para mim, pelo menos. A única coisa que me interessou esse ano foi a Coach, mas aqui no Brasil para compra-la ficou IMPRATICÁVEL ($$$$$)!!!

  6. Bem de todas as dolls lançadas este ano as que mais me agradaram foram as DOTW tanto das Filipinas como da França e Canadá, as outras duas achei simples, as do Oz gostei mas as da Disney Store do filme Oz: The Great and Powerful são de qualidade incomparável, a Fantasy Glamour Dorothy também é bonita mas não vale esse preço absurdo a vampira achei bem legal, para mim que coleciono Monster High considero ela uma mãe da Draculaura rsrs e a Alazne por mais que não tinha gostado depois de ver fotos melhores e agora poder vê-la nas lojas achei ela muito bonita mas ainda acho o preço absurdo. Em relação aos silkstones não gostei muito dessa coleção. Agora fiquei decepcionada porque achei que eles iriam fazer uma Barbie da Nefertiti pelo menos é o que eu tinha ouvido falarem em alguns sites, espero que na próxima coleção DOTW lancem mais bonecas de países novos como Portugal, por exemplo.

    1. Sim, Natalia, em setembro do ano passado, em um dos bate-papos realizados com os designers e membros do BFC, foi informado que possivelmente seria feito um casal (Rei Tutancâmon e Rainha Nefertiti). Mas infelizmente não se concretizou. Seria bonito e interessante de ver. Quem sabe em uma próxima? É torcer.

  7. Bem, acho que uma das coisas mais interessantes de se ver na linha collector desse ano foi a variabilidade nos moldes, criação de vários, algo que não vi em outros anos com tanta frequência, bonecas de diversos estilistas e para vários gostos (vintage, clássico, esportivo, urbano) pensem por esse lado, uma pessoa não gosta de todas, mas já compra a que mais gosta, se for ver o lado de agradar diversos estilos eles foram por um lado bom.
    Pela linha playline a Dreamhouse marcou o retorno de um “ar de qualidade” pela linha, tirando a breguice já empreguinada nas linhas fashionistas e etc… espero que para o próximo ano continuem investindo na linha com novas amigas e amigas antigas. (Fato é que a loira obteve uma queda espantando a mattel, isso fez eles reverem algumas coisas e repetir com a barbie a proposta das Monster High = Série\Diversividade\estilos variados.
    Ano que vem eles devem começar com o pé direito.

  8. Obrigada Abel, Mieke, Gigio, Marta, J.JD, Natalia, Viktor, Caori e Rúbia pelos comentários. Que bom que gostaram do relato, fico feliz com o retorno de vocês! Estava conversando com um amigo a respeito dessa coleção atual, e apesar de algumas gratas surpresas, achei que, no geral, a coleção foi boa, mas não impressionante. Sou saudosista de algumas coleções anteriores, como a de 2010 e 2011, por exemplo, nas quais vi uma série de bonecos, principalmente os classificados como Pink Label, com qualidade ótima tanto dos trajes quanto dos bonecos (é claro, sempre há alguma ou outra exceção, mas ambas as coleções, para mim, foram muito boas!). Desejo muito rever algo que me surpreenda como essas duas coleções, quem sabe em 2014?
    Agora é aguardar para ver o que vai aparecer por ai em breve. Essa espera pelas novidades, apesar de gerar muita ansiedade, é até divertida 🙂
    Beijo!

Deixe seu comentário no espaço abaixo! Obrigada! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s