Por que as versões AA não aparecem nos comerciais de Barbie?

Um fato curioso incomodou o leitor e colecionador Raphael Dequech: versões African-American das bonecas feitas pela Mattel, sob a marca Barbie, não aparecerem em alguns comerciais. Atendendo ao pedido dele, e para fomentar o debate entre os demais colecionadores, vamos a alguns exemplos:

Neste comercial francês a versão AA Christie também não ganhou vez, apesar de seu pet aparecer ao final da campanha:

Mesmo com diferenças na embalagem (somado ao fato desta versão ser norte-americana, diferente do apresentado no comercial francês), segue a Christie suprimida no comercial:

Crédito da imagem: oxfam.org.uk
Crédito da imagem: oxfam.org.uk

Nesta campanha veiculada em 2008 apresentando as bonecas e acessórios da série Barbie Surfs Up Beach nenhuma presença da amiga Afro-American:

A Nikki Surfs Up Beach:

Crédito da imagem: Divulgação Mattel via ALH Distributing/Amazon
Crédito da imagem: Divulgação Mattel via ALH Distributing/Amazon

Mais uma vez em outro comercial das Barbies Fashionistas a personagem Nikki não aparece, apesar de ter sido produzida:

A versão Nikki desta coleção:

Crédito da imagem: Divulgação Mattel via fashiondollcollector/Flickr
Crédito da imagem: Divulgação Mattel via fashiondollcollector/Flickr

O comercial veiculado na Polônia é o único que vai na contramão dos demais apresentados. Nikki aparece ao final do comercial, mas não com o destaque que as demais bonecas da série Fashionistas coleção 2012 tiveram ao longo do vídeo.

A Nikki desta coleção:

Crédito da imagem: Divulgação Mattel via Lojas Americanas
Crédito da imagem: Divulgação Mattel via Lojas Americanas

Um caso interessante é o da campanha Barbie Fashionista 2013, comercial voltado para a Alemanha. Apesar de Nikki aparecer como animação da webserie Life in The Dreamhouse o mesmo não acontece quando são apresentadas as bonecas.

A Nikki desta wave:

Crédito da imagem: Divulgação Mattel via Lindomar Ken doll/Flickr
Crédito da imagem: Divulgação Mattel via Lindomar Ken doll/Flickr

Talvez uma explicação sobre esta ausência nos demais países apresentados (França e Alemanha) seria o mesmo fato atribuído ao mercado brasileiro: por aqui não vemos as versões AA sendo vendidas em lojas (exceto a Nikki, até porque como se trata de uma coleção com um número pré-determinado de personagens, seria estranho venderem as demais e não ela). Quando encontramos via Internet, geralmente são vendidas por terceiros. Porém duas das propagandas aqui apresentadas são de língua inglesa. Fica a pulga atrás da orelha, não? (A não ser que seja casos específicos de comerciais veiculados na Inglaterra e lá o mercado também “restrinja” algumas versões de bonecas).

Além da ausência da versão AA nos comerciais destacados, fora outros que acabamos por não tomar conhecimento, outro detalhe que é de conhecimento geral é que na linha Playline é comum fazerem uma versão AA para os lançamentos, seja na série I Can Be…, seja nas demais séries dessa linha. Este é apenas um exemplo dos inúmeros existentes. Pelo menos nós, brasileiros, não temos a oportunidade de ver as versões AA tanto de bonecas de filmes quando de outras séries Playline:

Versão AA da boneca:

Crédito da imagem: Divulgação Mattel via turquoise _cutie/Flickr
Crédito da imagem: Divulgação Mattel via turquoise _cutie/Flickr

Na linha Collector o mesmo problema. No caso da Holiday 2011, por exemplo, a versão AA também não aparece no comercial:

A versão AA:

Crédito da imagem: Divulgação Barbie Collector/Mattel
Crédito da imagem: Divulgação Barbie Collector/Mattel

É claro que estes são apenas alguns exemplos. Já debatemos essa questão das Barbies Afro-American aqui em outras ocasiões, mas fica a curiosidade sobre os comerciais.

O que você pensa a respeito? Para você, qual é o motivo de não inserirem as dolls AA nas propagandas, nem que seja ao final, apenas para registrar a existência da versão? Deixe seu comentário!

***

Observação importante: Os créditos das imagens estão na legenda de cada uma; ao clicar, as imagens redirecionam para suas páginas de origem.

Anúncios

23 comentários sobre “Por que as versões AA não aparecem nos comerciais de Barbie?

  1. Sam, obrigado por abrir este debate no blog!

    Você sabe, sou hiper fã das Barbies AA, apesar de amar todas as etnias.
    Mas acho que sou um pouco ligado nessa questão do preconceito, porque tenho uma irmã de 9 anos (eu tenho 27) na qual crio como pai, e ela já sofreu alguns preconceitos no colégio e isso me deixou furioso.

    Só pra exclarecimento: Minha irmã, quando começou a brincar de Barbie, somente gostava das loiras, mas acho que talvez pelo não conhecimento de ter Barbies da cor de pele dela (no qual muuuuuuuuuuita gente no Brasil não sabe da existencia das Barbies negras, tal como asiaticas e etc.).

    E quando comecei a minha coleção em 2010, fui mostrando a ela que também existem Barbies da cor de chocolate,e dando exemplos no qual ela via! Ela simplesmente se apaixonou! Hoje em dia é Nikki pra lá, Nikki pra ca, Clawdeen (Monster High) pra ca e pra lá. E eu acho isso muito lindo. Ela tem uma Fashionista Nikki que ela não desgruda!

    Mas voltando ao assunto, acho muito errado da Mattel omitirem a boneca nos comerciais. De qualquer forma, um dia ou outro a gente acaba sabendo que existe e se revolta! E como no caso das fashionistas, onde a Nikki é vendida em todos (ou quase todos) os países do mundo. Não entendo esse preconceito.

    Acho que se eles fabricam, as personagens devem sim, ser apresentadas, ou então como em alguns comerciais antigos era apresentada somente a Barbie e no final era dito, por exemplo: “Barbie Dance Flex, também disponível nas versões Teresa, Christie e Kira”. Aí tudo bem, eles focam na Barbie, por ser a principal e informam das amigas.

    Mas apresentarem todas as amigas, 2 versões da Barbie e excluir a Nikki (no comercial das Fashionistas!) Eles mesmo omitem a boneca e depois dizem que AA vende menos.

    Enfim, mais uma vez obrigado por abrir o topico Sam, e gostaria de saber a respeito da opinião de todos!

    Bjs a todos!

    1. Concordo totalmente, Raphael!
      Eu fiz algo parecido com o q vc fez com sua irmã. Minha vizinha de 5 anos começou a vir com um papo de alisar o cabelo e querendo ser loira, deixando a avó dela desesperada. Eu reparei que ela não tinha bonecas negras. Talvez ngm quisesse arriscar dando uma Fashionista, que pro preço das playlines é mais cara, pra uma criança. Mas eu comprei uma Nikki pra ela e vi que valeu a pena quando ela disse: ela é igual a mim!
      Agora, como eles vão dizer q um produto não vende se não for apresentado ao público? E se colocar na prateleira vai vender. Uma vez, na RiHappy, o vendedor disse que as S.I.S duraram uma semana na prateleira. Em uma semana, a loja não tinha mais nenhuma boneca da coleção pra vender. Isso, pra mim, mostra que o público quer, sim, as dolls AA, mas ainda existe um preconceito de que as bonecas negras não serão bem aceitas, que o comprador não se identifica… Claro, até pq no Brasil só tem gnt loira e de olho azul… Só que não!
      Acho que como consumidores, devemos questionar as lojas, pq se elas não se sentirem “estimuladas” a encomendar, as AA não chegarão ao mercado brasileiro.

  2. que injustiça! a mattel nao pode fazer isso com a nikki, ela é uma das amigas da barbie mais bonitas, e tbm e muita discriminaçao da parte da mattel fazer isso com a nikki, e ate com as outras doll negras, chega a ser ate uma ofensa que a mattel esta fazendo, mas eu vasculhando uns comerciais no you tube um comercial de monster high que na hora de apresentar as alunas, a clawdeen wolf nao é apresentada como as outras, o video é esse aqui:

    , e nas pollys tbm a amiginha da polly shani quase num ganha versao, ano passado ela tve mais versoes, mas em 2010 ela num teve nenhuma versao feita, podemos ver que nao é so com barbie que isso aconteçe, A MATTEL TA MUITO PRECONCEITUOSA PRO MEU GOSTO

    1. Em referencia ao dito sobre a Clawdeen das Monster High, por acaso ela bem aparece nos comerciais, sempre qie há boneca dela ela aparece, essa versão aí falta partes, mas se vires a original podes ver que ela teve uma parte do comercial igual á dos outros monstrinhos:

      Outros comerciais que ela aparece:

      Em Monster High á um respeito muito grande pelos monstrinhos que se pode dizer African American, Clawdeen é a terceira personagem com mais bonecas, o irmão Clawd namora com a Draculaura e tem grandes protagonismos nos episódios, e a irmã Howleen será protagonista do novo filme 🙂
      Infelizmente que eu me lembre a Mattel nunca teve esse grande respeito para as amigas AA da Barbie, ao menos nunca vi nenhuma versão AA de alguma boneca.

  3. Motivo plausível pra isso não há. Acho que nos comerciais como o da Holiday, em que o foco é a Barbie loira como conhecemos, dá pra compreender a estratégia de marketing. Já excluir totalmente uma personagem como a Nikki é muito bizarro e resvala, infelizmente, no preconceito. Países como a França e a Inglaterra têm forte população negra, e Paris e Londres são consideradas capitais globais, com uma mistura cultural enorme… ou seja, não dá pra compreender mesmo!
    Mas lembrei de um fato curioso: quando fui comprar a Fashionista Artsy (Nikki) ainda na primeira wave, numa dessas grandes lojas de brinquedos, a vendedora, muito pálida e muito loira, ficou espantada e soltou um “vai levar a morena?”, que eu rebati com “a negra? vou sim, é a mais bonita de todas”. Acho que ela, assim como parece ser o caso da Mattel, ainda pensa que só o que vende e agrada o grande público é a boneca branca.

    1. Realmente motivo não tem Mieke!
      E o mais engraçado, é que pelo menos aqui no Brasil, as bonecas negras MESMO, são as primeiras a acabar! Até hoje procuro a BASICS MODEL 04 (Negrissima com o cabelo curto, LINDA!) e em todas as lojas especializadas nas quais eu pergunto dizem que é dificil “chegar” boneca negra, mas quando chega são as primeiras a acabar. Ok, em 2010, é notório ainda nas lojas que a Nikki praia (biquini roxo). Foi um fracasso de vendas, pois em todo lugar você ainda encontra dela, e suas companheiras, dificilmente. Apesar de eu achar essa boneca linda, e te-la, realmente deve ter sido uma boneca que não caiu no gosto. Assim como esse ano a LEA bailarina, noooooooossa, vemos aos montes dela… e só ela! Pra mim a Teresa dessa coleção é muito feinha, mas não as vejo nas lojas, somente a Lea.

      Entre outras também como a Sweetie, Que a coleção tem 2,3 anos e a boneca ainda tem nas lojas.

      Enfim…

      Juro, se eu tivesse capital para tal, montaria uma loja de brinquedos e teria diveeeersos modelos negros e negras, assim como nos EUA.

      Hj temos o Mercado Livre, que tem gente que faz isso porém os preços são absurdos, então no meu caso prefiro comprar mesmo pelo Ebay pois demora a chegar mas com o dinheiro de 1 Barbie aqui, compro 3,4 no Ebay.

      Finalizando: Tenho certeza de que depois de uma loja, muitas lojas iriam imitar e as bonecas negras iriam (pelo menos no Brasil) ganhar mais destaque. Nem que fosse nas especializadas em brinquedos, mas iria.

  4. Não entendo. NÃO ENTENDO, não tem explicação.

    Já contei pra vcs, que na minha infância eu sempre quis barbies de várias etnias, Não me esqueço até hoje da emoção que tive quando ganhei a primeira Teresa (Tropical Splash) e sempre fiquei pensando pq não existem Barbies Negras. Conheci a Christie somente em 99.

    E depois, já colecionando, foi uma total surpresa saber da existência da versão AA da Totally Hair e da Fountain Mermaid, as duas de 92!

    Sim, estamos todos revoltados com essa total DISCRIMINAÇÃO. A Mattel faz Barbies AA, mas NÃO MOSTRA. Só nós colecionadores sabemos da existência do grande número de collectors AA e as exposições que Carlos Keffer promove nos shoppings do Brasil, que expõe ao público essas barbies “escondidas”.

    E vamos parar com este pensamento de que não podemos fazer nada!
    Temos muita coisa para reclamar para Dona Mattel: Os preços lá em cima e a qualidade deplorável! A falta das versões AA ! Vamos à Luta!

  5. Samira, realmente, em pleno 2013 não consigo ainda encontrar uma resposta que tenha fundamento para esse tipo de exclusão no marketing da Mattel em relação às coleções da Barbie. Dizer que é racismo da Mattel soa muito preguiçoso afinal, quem compra as bonecas somos nós, a empresa Mattel apenas fabrica as dolls. Portanto, o fato de algumas doll negras “encalharem” nas prateleiras seria, sim, um reflexo da falta de interesse dos consumidores por elas e por consequencia, o recuo da Mattel em divulgá-las em suas propagandas, já que não trazem o mesmo retorno que as caucasianas. Ou seja, é tudo interligado. Porém o mesmo acontece com as Barbies orientais, temos trocentos lançamentos já para esse ano e até agora não apareceu nenhuma oriental da linha Collector que usasse o mold Lea/Kayla. Me parece que o que os colecionadores buscam sempre aquela beleza padrão ocidental loira/olhos azuis, morena/olhos verdes. Por isso essa mesmice na linha Playline, a exclusão das negras nos comerciais e tudo o mais que foi escrito no seu post. Abraço. 😉

    1. Compreendo seu pensamento B4rbi3Lover, mas não assimilo.
      Pra mim não faz sentido não divulgar, o que eles tem a perder com mais 1, 2 segundos de comercial?

      VENDAS.

      Só isso! Eu entendo o que você disse sobre a beleza padrão, mas isso pelo menos comigo não funciona!

      A minha ordem de compra é AA -> Asian -> Brunette -> Blonde. Até porque as loiras tem em muito mais quantidade! Eu sou louco por fashionistas, tem umas 3 coleções pra vir só esse ano, com certeza minhas primeiras serão Nikki e Raquelle. Nessa coleção Dreamhouse de Agosto, se eu puder, comprarei Nikki, Raquelle e Midge de uma só vez! Porque? Porque elas são diferentes! Logo, mais dificeis.

      A Barbie BARBIE MESMO (Barbara) dificilmente faz os meus olhos… só quando muda o molde (como no caso dessa coleção Barbie Look) e etc.

      De resto, só aproveito o fashion e o corpo pivotal (No caso das Fashionistas…)

  6. Mesmo nós colecionadores de barbie (homens o mulheres) sabemos o que é ser vítima de preconceito em algum ponto por gostarmos desta obra de plástico, o mundo mudou sim, mas ainda é o mesmo, e as pessoas também. Não é de hoje que sabemos que todos tem um pouco de preconceito dentro de si, pois somos falhos e pecadores, e isso não revela-se abertamente e sim em algumas pequenas atitudes que só observadas com atenção, então não sejamos incompreensíveis com a logística da empresa que é VENDER, sim, não é olhar pra o mercado consumidor e dizer “vamos agradar” é dizer “faça o que puder mais barato e que venda muito” eles sabem o que vendem, eles não tem 10 nem 20 anos, eles tem uma ótima equipe e mais de 50 anos no caminho da barbie, tem gráficos, tabelas, pesquisas que mostram as vendas. Sem medo de dizer o que acho BONITO como muitos mentem por achar se tratar de preconceito falo, Eu prefiro a barbie caucasian, é algo que me atrai (como tem pessoas que gostam alguma característica morfológica em especial) minha irmã é morena e ela ama também a barbie, mas também gosta da nikki, só que ela me diz “o nariz da barbie é mais bonito” é gosto pessoal, não é preconceito, não é discriminar (se alguém achar isto preconceituoso sugiro que procurem a fundo o que significa a palavra) já voltemos para NÓS MESMOS! De onde realmente está vindo o preconceito que até as bonecas, simples bonecas negras são discriminadas? Será que a fabricante CAPITALISTA, deixaria de fabricar negras se tivesse muita venda ou se a demanda fosse igual a da loira? Hum… tenho certeza que não. Então o que penso é… ou o povo muda mais e mais a forma de pensar e aceitando as diferenças ou o mundo continua camuflando sua podridão de preconceito e aversão, como se ninguém visse os olhares reprovadores, as palavras não ditas, os pensamentos não contextualizados.

    1. Muito legal e realista o que você diz.

      Porém, divulgação ao meu ver, é divulgação. A unica coisa que eles perdem ao não divulgar de um personagem é VENDA.

      Acho que para a grana que eles ganham, vendendo bem ou não. O que são 2 segundos a mais num comercial? De uma boneca que eles arrumam para o comercial e filmam, milhares de bonecas são esperadas e vendidas.

      A Barbie é a mais vendida? Não tenho duvidas! Mas com certeza se as negras fossem mais divulgadas seriam mais vendidas.

      E acredito que as SO IN STYLE não tenha sido feitas por causa de lei, isso e aquilo. São feitas e estão sendo continuadas por que vendem.

      1. Ah! outro dia estava falando com um vendedor do Ebay, pois eu quero comprar a Chandra da nova coleção SIS. E ele me disse que essa coleção vende muito, principalmente a Chandra, fiquei muito feliz. =)

  7. O vamos xingar muito no Twitter de alguns colegas não adiantam de nada!!! Desculpe-me falar mas burros somos nós que compramos produtos de baixa qualidade e “preconceituosos”. Vou usar uma analogia pobre por exemplo as propagandas da Heinz sempre falam do Ketchup mesmo tendo mais de 100 tipos de produtos diferentes, pq a heinz é uma marca que o principal é o Ketchup e não o picles nem a seleta de legumes, a mesma coisa acontece com a Barbie, o nome da Marca já diz Barbie e é o carro chefe. Mas um erro é colocar as bonecas negras nos mesmos trajes e maquiagens que bonecas brancas: simplesmente acaba com a boneca na maioria das vezes fica horrível sem combinar com a cor de pele e formato de rosto da boneca.

  8. Acho isso um preconceito a Mattel não divulgar as negras nos comerciais, porque uma empresa que só pensa em lucros e não divulga uma boneca, talvez por isso que em alguns casos são as negras que sobram nas prateleiras!! Agora no caso das Monster High todas as personagens são divulgadas, e nos blogs que eu conheço a maioria dos colecionadores preferem as personagens Draculaura, Clawdeen e a Frankie Stein, talvez se as negras fossem mais divulgadas, acredito que venderiam muito mais!!

  9. Obrigada Raphael, Pedro, Cammie, Mieke, Barbyera, BarbieLover, Viktor, Lady LoLo, Jean, Karina e Marta pelos comentários. Esse debate deu pano pra manga! Bem, concordo com o ponto de vista do BarbieLover, porém com algumas ressalvas.
    De fato há preconceito por parte dos próprios consumidores que inibe as vendas de dolls AA e, consequentemente, acaba por desmotivar os lojistas a buscarem vender este tipo de boneca. Sei que muitos de nós aqui compramos dolls negras, gostamos, e nos sentimentos prejudicados pela ausência delas nas prateleiras. No entanto, os demais consumidores, muitos deles que necessariamente não colecionam (sejam crianças que apenas brincam ou adultos que compram bonecas para suas crianças) acabam por comprar o óbvio: a Barbie, que é conhecida por ser loira. Assim, acabam por diminuir as chances de dolls de outras etnias serem compradas.
    Mas acho um tanto quanto esquisito por parte da fabricante excluir as demais bonecas de seus comerciais. Como Raphael colocou, qual o problema de adicionar as bonecas de outras etnias ao final do comercial, em um segundo a mais, só para registrar a existência delas? Assim, quem não compra doll de outra cor porque tem preconceito ou não gosta simplesmente – porque sim, a pessoa simplesmente pode não gostar de doll negra e isso não significa que seja preconceituoso – não deixará de comprar só porque a doll AA apareceu no comercial, e a Mattel não deixará de vender mais ou menos por conta disso.
    Também há os casos em que como os lojistas locais não se interessam por comprar doll AA, não adianta passar comercial com dolls que não são vendidas no país. Ficaria sem sentido, e acredito que seja o motivo pelo qual algumas das propagandas apresentadas não apresentem dolls AA em seus comerciais.
    Enfim, não acho que seja preconceito por parte da Mattel, mas uma estratégia mercadológica da empresa em omitir esses personagens, quando não são vendidos em outros lugares.
    Só que isso cria um ciclo vicioso, uma vez que necessariamente nem todos curtem dolls loiras, e como a fabricante faz as personagens, acho que deveria sim de algum modo mostrá-los, para dar a possibilidade de que as pessoas os conhecessem.
    Somado a isso tudo, infelizmente pelo menos aqui no Brasil as pessoas costumam ser acomodadas. Mesmo que reclamem de determinado problema, não passa disso. Não vão direto a fonte do problema (reclamando diretamente com a empresa), não promovem abaixo-assinado, enfim, não aderem a uma campanha efetiva obrigando que o problema seja resolvido. Enquanto isso não acontece e as dolls loiras continuam sendo compradas normalmente, a fabricante não conseguirá notar que há um problema em determinado país, que exige a presença de outras dolls no mercado.
    Beijo a todos!

  10. Concordo com voce Sam e com a indignação sobre as Doll AA negras e de outras etnias do Raphael Dequech, infelizmente ainda existe muito preconceito e até um pouco de racismo por parte de alguns de crianças de paises Europeus brincarem com dolls negras e de outra etnia. Eu mesmo tive algumas dificuldades para adiquirir algumas dolls negras AA, eu também como muitos desconhecia a existencia dela ,será que é por desconhecimento desta dolls que temos preconceito e ai a Matell vem afirmar que ela tem pouca procura pelo publico? Mas se desconheço algo como é que vou estar a adqurir um produto ? não é estranho isso Sam e Raphael ? Eu só consegui as tres doll AA da minha coleção por compras via internet, também gostaria de deixar minha indignação com os Kens Negros e os Stevens que na embalagem de Barbie Vida de de sereia moda praia o Steven aparece, mas que também no brasil e não sei se em outros paises se a Matell deixou de produzir assim como as Dolls AA não aparecem nos comerciais. Bem que a mattel devia colocar as Dolls negras AA em seus comercias não lhe custa nada, assim como reproduzir os Steven amigo do ken, que só consegui com vendedor que tem um fornecedor nos EUA. Mas a matell poderia muito bem viabilizar as compras
    um Abraço Sam e Raphael Dequech até uma proxima postagem! Ah amos as dolls AA negras elas são lindas!

  11. Sinceramente, não entendo até hoje porquê ainda existe esse preconceito tão imbecil, concordo com você Samira. Se os colecionadores parassem de ser tão acomodados tanto à essa questão quanto a péssima qualidade e mínima criatividade das bonecas de um tempo pra cá e reivindicassem aquilo que lhes é de direito isso nunca mais aconteceria! Não tenho nenhuma Barbie (AINDA) mas isso acaba desestimulando qualquer um. NA MINHA OPINIÃO A MATTEL NÃO DIVULGA MUITAS VEZES AS BARBIE(S) NEGRA POIS NA MAIORIA DAS VEZES ELAS SÃO MIL VEZES MAIS BONITAS, INOVADORAS, E DESEJADAS O QUE PODE OFUSCAR O BRILHO DA BARBIE COMUM(QUE DEVERAS ESTÁ SE APAGANDO CADA VEZ MAIS) E SIM ACHO QUE O QUE ACABEI DE CITAR TENHA SIDO O PRINCIPAL MOTIVO DA SAÍDA DO Byron Lars UM GÊNIO COMPARADO ÁS TENTATIVAS INÚTEIS DE PRENCHER ESSE BURACO(CRATERA) QUE FICOU COM A SUA SAÍDA. Sou negro tenho cabelo liso (o que muitas vezes causa certo espanto em algumas pessoas), amo minha etnia e se pudesse escolher como eu queria nascer, escolheria do jeito que sou. E não é por isso que prefiro Barbie(s) negra e sim porque são mil vezes mais lindas que as comuns, e porque elas tiram o ar repetitivo das comuns, sempre vem com sensação de inovação e aquele “fresh” de iniciante. Sou negro e tenho muito orgulho disso e termino dizendo: Sou igual a todo mundo, DIFERENTE! Ah Samira por favor
    me dê o e-mail da Mattel (creio que vc tenha) AGUARDO ANSIOSAMENTE(DESESPERADAMENTE) RESPOSTA(S)!!!

    1. Oi Gabriel!
      Não, infelizmente não tenho nenhum email de contato da fabricante. Sei que eles têm um Fale conosco, mas nunca tentei contato por ali, então não sei se de fato funciona. Mas deixo o endereço aqui caso você queira tentar. Acredito que esse Fale conosco seja mais para reclamação de defeitos em produtos ou algum tipo de sugestão, mas enfim, vai que serve?
      http://sistema.inhouse.com.br:85/faleconosco_mattel/
      Obrigada pela visita e pelo comentário 🙂

Deixe seu comentário no espaço abaixo! Obrigada! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s