Tokidoki não é a primeira Barbie tatuada

Diferente do que muitos veículos de imprensa tanto nacionais quanto internacionais apontam, a Tokidoki não é a primeira boneca feita pela Mattel com tatuagens pelo corpo. É claro que só propriamente quem é colecionador poderia saber este fato. Mas não custava verificar a informação antes de publicá-la.

Vamos relembrar algumas Barbies “moderninhas”:

Barbie Butterfly Art: de 1998 | Foto: My Word/Flickr

Barbie Butterfly Art: Lançada em 1998, esta doll vinha com uma cartela com tattoos temporárias, mas também vinha com uma em especial na barriga. Aparentemente a modernidade da boneca não agradou muitos pais e uma segunda versão foi feita.

Barbie Butterfly Art segunda versão | Foto: eBay

Anos mais tarde mais uma playline voltou a vir com o recurso, a Barbie Ultra Tattoos. porém era a criança que decidia onde aplicar as tattoos.

Foto: eBay

Entre as Collectors, mesma linha da Tokidoki, tatuagem não é mais novidade:

Harley-Davidson Ken Doll #2, de 2000: no braço | Imagem: Barbie Collector
Gone Platinum Barbie Doll, de 2001: tatuagem no braço | Imagem: Barbie Collector
Carnaval Barbie, de 2005: na perna | Imagem: Barbie Collector
Hard Rock Cafe Barbie Doll, de 2005: no colo e braço | Imagem: Barbie Collector
Elina Barbie Doll, de 2006: apesar de ser uma fada e não sabermos ao certo se a pintura é "natural" do seu corpo, perceba os desenhos na região dos olhos e das pernas | Imagem: Barbie Collector
Hard Rock Barbie Doll, de 2006: tattoo no braço | Imagem: Barbie Collector
Barbie Harley-Davidson, de 2009 | Imagem: Barbie Collector
Barbie as Goldie Hawn, de 2009: apesar da imensa quantidade de "tattoos", tudo não passa de uma alusão a um dos trabalhos da atriz no já extinto programa de comédia Rowan & Martin's Laugh-In. Na verdade a atriz tem uma única tatuagem no pé, em formato de coração | Imagem: Barbie Collector via Angelic Dreamz
Hard Rock Cafe Barbie Doll, de 2009 | Imagem: Barbie Collector
2010 Convention Exclusive Barbie and the Rockers Reunion Tour Barbie Doll, de 2010: tattoo na região dos olhos | Imagem: Barbie Collector
Harley-Davidson Barbie and Ken Giftset, de 2010: Tattoo para ele e um piercing no umbigo da moça | Imagem: Barbie Collector
The Twilight Saga: New Moon Jacob, de 2010 | Imagem: Barbie Collector

Apenas alguns exemplos de que tanto Barbie quanto Ken acompanham a modernidade e a cultura popular. Imagina se desde a década de 1950 tanto a boneca quanto seu parceiro fossem ultra comportados e usassem os mesmos estilos de roupas da época? Seria no mínimo estranho.

Outra discussão bem mais complexa envolvendo o tema é a influência – ou não – para as crianças. Não concordo que a boneca ou boneco influenciaria por si só a este ponto. Se formos considerar uma série de más influências vindas sobretudo por intermédio da mídia em geral, isso não seria nem a ponta do iceberg. Especular que este ponto afetaria o psicológico de uma criança levando-a a ter uma tatuagem, ou mesmo querer ser magérrima (outro ponto discutível sobre a Barbie), seria no mínimo ingênuo, já que a “culpa” – se houver – não cabe somente à boneca, mas a toda uma cultura perpetuada e pregada nos meios de comunicação, sobretudo. É bom lembrar que a Barbie é considerada um ícone pop, que reflete o que se passa no mundo, culturalmente falando.

Com a colaboração do André 🙂 (Obrigada!)

Anúncios

14 comentários sobre “Tokidoki não é a primeira Barbie tatuada

  1. Nao posso estar mais de acordo!!
    Sabe aquilo de “videogame leva à violência”? Pois o mesmo com este tema. A questao é que a culpa de uma educaçao nefasta sempre é dos demais, nunca de dentro de casa (a sociedade é assim porque se educou assim, eu nao vejo outro motivo). Já sabe, é mais fácil criticar “porque sim e ponto” :/

  2. Adorei o post e você tem toda razão! As crianças de hoje são bombardeadas com tanta coisa internet afora que é meio ridículo culpar apenas uma boneca por eventuais “maus hábitos”.
    Sobre a lista, faltou citar duas favoritas minhas: a Hard Rock Gótica (tem uma tattoo em forma de teia de aranha no pescoço) e a maravilhosa Barbie Amazônia, repleta de tatuagens tribais, que eu acho uma das dolls mais lindas já lançadas pela Mattel (foi por causa dela que comecei a colecionar e a admirar o corpo Model Muse).

  3. Que perfeitas ! Vc esqueceu de citar a Barbie in a Mermaid Tale ( primeiro filme e o segundo,que a boneca também virá com uma tatoo.que vinha com tatuagens que apareciam com água gelada,nos braços e na barriga. Eu amei a Ultra Tattos,vi um comercial dela e amei,mas acho que não veio para o Brasil ,se tivesse vindo concerteza eu teria comprado.
    Bjs

  4. Concordo totalmente com você. As pessoas se acostumaram a achar um culpado o mais rápido possível sem antes analisar o problema. Primeiro que uma criança jamais vai se preocupar com seu peso ou em ficar parecida com a Kate Moss. Ela só quer brincar com a Barbie e suas roupinhas e acessórios exoticamente pequenos. Isso começa na adolescência, quando passamos por uma terrível crise de identidade ( aí sim queremos parecer com Kate Moss ou Ryan Reynolds). Se a Barbie fosse culpada pela obsessão pela beleza inatingível, as fabricantes de bebidas alcoólicas seriam responsáveis pelos acidentes automobilísticos, e o hip hop seria considerado vadiagem, e o grafite artístico seria considerado vandalismo, e artistas seriam considerados folgados sem seriedade profissional, e etc…

    1. É verdade, Enrico.
      Sobre a questão da magreza, tiro por alguns exemplos próximos de conhecidos. Vejo, por exemplo, uma colega incentivar sua filha a não comer muito, e a menina tem menos de dez anos. Ou seja, é a Barbie que a está incentivando? Claro que não, infelizmente o problema parte do próprio seio familiar, como a Paloma citou. Educação familiar é fundamental para evitar esse tipo de problema. Se uma mãe anseia que sua filha seja modelo, por exemplo, provavelmente a incentivará a não comer muito, porque a cultura da moda – algumas marcas, deixo claro – preferem as magras. Se uma mãe for mais zelosa com sua filha, conversar com ela, ter um relacionamento franco, provavelmente conseguirá contornar e evitar qualquer tipo de problema semelhante (sou um exemplo vivo disso; modelei por alguns anos na adolescência e a questão da magreza para mim partia mais da competição entre as outras modelos do que da minha mãe, que sempre se preocupou). Hoje tenho um peso super normal e me preocupo com questões como distúrbios alimentares, mas como passei de certo modo por isso, tenho total ciência que uma boneca por si só não promoveria essa ideia.
      Beijo e obrigada pela visita 🙂

  5. Sim é verdade. A Barbie Butterfly eu tinha, mas infelizmente eu perdi. Agora só me resta a parte do peito do bikini. =( Sabe, quando a gente é criança não damos tanta importância a estas coisas… Eu só não sei se tinha a 1ª ou a 2ª versão, mas suspeito que seja a 1ª pelos adesivos e a Tatuagem na barriga.
    Sobre as influências, isto é algo realmente sério. Assim também podemos apontar algumas das Barbies que estavam acompanhadas com uma barriga, com um filho dentro dela. Isto é simplesmente algo muito sério, que claramente a Mattel agora pensa antes de fazer as bonecas. Mas acho que a questão das tatuagens não é tão serio, até porque, mesmo que não saia não leva as Drogas, Relações, ou qualquer coisa do tipo.
    As crianças de hoje em dia estão infestadas de coisas horríveis na internet, como disse o Mieke, no 2º Comentário. Mas, sabendo mecher… Tudo ok!
    Outra coisa, eu mecho na internet desde os 2 anos de idade (e olha que tenho 12!), e nunca cai em NADA. Tudo por uma boa Educação e Avisos dos pais. Acho que com educação, nada de mal aconteceria!

  6. Concordo com vocês……Eu adoro Barbies de tatuagem!!!! e não tenho nenhuma tatuagem no corpo….
    Falando de Barbies de tatuagem faltou tambén citar as Barbies Beach Fun 2005 que tem uma tatuagem na barriga……e em esta coleção tem a Barbie, Christie, Lea e summer.

  7. Quando criança, fui com minha mãe comprar uma barbie de presente pra minha irmã e eu escolhi a Barbie Butterfly Art, a Barbie tatuagem. Se minha mãe não tivesse gostado, ela não compraria. Nem sabia que tinha essa segunda versão, bem pobrinha, coitada.Minha irmã tem ela até hoje. Eu queria uma igual e pra compensar minha tia me deu a a Susie Tatuagem(!)que vinha com um esmalte azul em vez do tradicional rosa. Até gostava de Susies na época, mas por seus pecoços frágeis, passei á detestá-las. (Ah, se as Susies atuais fossem assim na minha infância!) Mas emfim, nunca, nunca mesmo me influenciou. Me lembro que fiz uma pergunta á minha mãe: Mãe, mas a Igreja não proíbe tatuagem?
    _Sim, mas é só uma boneca.

Deixe seu comentário no espaço abaixo! Obrigada! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s